quarta-feira, julho 20, 2005

Saudade imensa

Recebi da Olinda, amiga de longa data e companheira de muitos bons momentos, vividos na terra que trago no coração, este poema que não resisti em publicar.


Lembras-te ?

Eras criança grande …

Tinhas sonhos, ilusões,

Que tu acalentavas,

Dentro dos livros que usavas.

Tinhas amores reprimidos,

Que te faziam sonhar,

Tinhas momentos vividos,

Que não podias contar.




Anos passados...

Depois...

De tudo podes falar.




Da amizade que nos unia ,

Das «partidas» que fazíamos,

Dos pontos que copiávamos,

Dos amores que escondíamos,

Pelos colegas que amávamos.




Anos passados...

Depois...




Neste dia encontrámos,

Os jovens que então fomos,

E,lembrando o passado,

Recordámos lado a lado,

Numa saudade imensa,

Sem mágoa e em presença.

Os jovens que foram passado.

(Olinda B.)

7 comentários:

wind disse...

Bonito:) beijos

mad disse...

Parabéns pela nova casa ;)

alentejodive disse...

Obrigado pela visita ao meu espaço.
E ainda mais por ter colocado o link para as minhas "Atribulações ...".

Julgo não estar enganado se dizer que o amigo gosta de fotografia.

Deste modo, se tiver um bocadinho livre, passe por
http://vendasnovasportugal.blogspot.com/

Xau

paper life disse...

Belo e terno poema. Parabéns a Olinda e a ti por manteres amizades dessas.

:)

sónia disse...

Só para deixar um voto de boas vindas ao blogspot! E boas postas, claro! ;)

batista filho disse...

Debruçadas à janela, embaladas pelas ternas emanações da amizade, lembranças a passar, como nuvens, tocadas pelo vento...!

Ludinais disse...

Gostei muito do novo espaço. Gostei muito deste poema.
Gostei muito de confirmar que é possível manter amizades e cumplicidades durante tantos anos!