Avançar para o conteúdo principal

Alvito - Movimento Independente - Autárquicas

Diário do Alentejo edição nº 1212 De 15 a 21 de Julho de 2005


Candidatura independente nas autárquicas em Alvito


João Paulo Trindade, antigo presidente da Estig de Beja, é o candidato do movimento à presidência da Câmara Municipal de Alvito.


O concelho de Alvito protagoniza a primeira candidatura de independentes apresentada formalmente no distrito de Beja, com João Paulo Trindade, professor do Ensino Superior, como cabeça de lista à presidência da Câmara Municipal. De acordo com João Paulo Trindade, este é "um projecto colectivo que não se assume contra os partidos nem sequer contra as candidaturas concorrentes. Foi esta a fórmula encontrada para reunir um conjunto de pessoas interessadas e disponíveis para reflectir em conjunto sobre o rumo a seguir pelas nossas freguesias. É claramente uma alternativa pela positiva".Quanto às expectativas da candidatura do Movimento Independente, garante, o percurso iniciado não terminará no dia da eleições. "Pretendemos manter uma atitude continuada de auscultação e de debate com vista à melhoria das vilas de Alvito e de Vila Nova da Baronia". "Chegou a hora de agir em vez de reagir", defende João Paulo Trindade que aposta na implementação de "um novo estilo na administração da autarquia – uma gestão participada e virada para os utentes. Queremos a mudança de uma abordagem apática e inconsequente face aos problemas existentes, para uma visão coerente, integrada, credível e mobilizadora do nosso futuro comum". Segundo o candidato pelo Movimento Independente é necessária uma gestão "rigorosa, criteriosa, competente e transparente. Estamos seguros que esta é a única forma de conseguirmos "dar a volta" e orientar este concelho no caminho do desenvolvimento. É fundamental que se definam estratégias capazes de garantir, de forma sustentada, o seu desenvolvimento". O Movimento Independente concorre a todos os órgãos autárquicos do município de Alvito. José Manuel Sousa Carvalho, advogado, é o cabeça de lista à Assembleia Municipal; António Charrua, técnico de desporto, encabeça a lista à Junta de Freguesia de Alvito; e Virgínia dos Santos, enfermeira, é a candidata a Vila Nova da Baronia.




Rádio Pax 13 de Julho de 2005 (9:46:19)


Movimento Independente candidata-se a Alvito



Movimento Independente apresenta-se como alternativa em Alvito. João Paulo Trindade é o candidato deste Movimento à presidência da Câmara Municipal daquela vila, nas próximas autárquicas. O docente do Ensino Superior apresenta-se como uma alternativa pela positiva. Este é um movimento que nãose assume contra os partidos, afirma João Paulo Trindade.
Neste momento, o Movimento está a recolher opiniões para depois anunciar o programa eleitoral.
O candidato do Movimento Independente à Assembleia Municipal é José Sousa Carvalho. O cabeça de lista à Junta de Freguesia de Alvito é António Charrua e à Junta de Freguesia de Vila Nova da Baronia, Virgínia dos Santos. Este é o único movimento independente que se candidata às eleições autárquicas no Baixo Alentejo.

Comentários

CP disse…
Nada percebo de política, mas estive no Alvito e adorei.
batista filho disse…
Lumife, bom dia!
Já podes conferir o prometido. Mais uma vez, obrigado: pela motivação do versejar e pela oportunidade de melhor conhecer as músicas portuguesas. Um abraço fraterno.
O Micróbio disse…
E assim é que devia ser sempre... separar as conveniência regionais das necessidades partidárias...
TMara disse…
Ri! Agra sorrio. Só, mas ainda!
Sou de Beja (moro no norte)e venho a descobrir-te através de um amigo de Terras de Santa Cruz: Batista Filho,

Voltarei.Bjs e ;)
TMara disse…
O URL não apareceu. eis:
Batista Filho
Lumife disse…
cp
Também pouco sei de política mas uma coisa sei : "Temos de mudar de política"...
Grato pela visita ao blog e a Alvito. Volte sempre.
Lumife disse…
Batista Filho

Já vou "conferir" o que antevejo ser mais um belìssimo trabalho.

Hoje e devido a ti recebi uma visita inesperada e muito querida: tmara minha "patrícia". Está promovendo a tua ilha no seu blog.

Um abraço
Lumife disse…
o micróbio:

Talvez seja um ponto de partida para futuras eleições.

um abraço
Lumife disse…
tmara : Os Alentejanos povoam todo este País, pois a terra mãe não nos pode sustentar a todos. Mas as saudades são sempre muitas.
Sê bem vinda.

Bjs.
Anónimo disse…
Fiquei a conhecer o seu blog através do alvitrando, logo de entrada deparo-me com o poema do Miguel Sousa Tavares e só por isso vejo o seu bom gosto. Obrigado por, apesar de como disse ninguém lhe pedir nada, divulgar o Movimento Independente. Esperemos que esta "ousadia" saia vitoriosa para dar um novo rumo a este Concelho e a este país tão maltratados e que a moda pegue a outros Concelhos Aentejanos para que os politicos percebam que o mundo é de todos.

Mensagens populares deste blogue

Cantiga para não morrer de Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
.
Ferreira Gullar

Como a noite descesse...

Como a noite descesse e eu me sentisse só,
só e desesperado diante dos horizontes que se fechavam,
gritei alto, bem alto: ó doce e incorruptível Aurora!
e vi logo que só as estrelas é que me entenderiam.
Era preciso esperar que o próprio passado desaparecesse,
ou então voltar à infância.
Onde, entretanto, quem me dissesse
ao coração trêmulo:
- É por aqui!

Onde, entretanto, quem me disesse
ao espírito cego:
- Renasceste: liberta-te!

Se eu estava só, só e desesperado,
por que gritar tão alto?
Por que não dizer baixinho, como quem reza:
- Ó doce e incorruptível Aurora...
se só as estrelas é que me entenderiam?

Emílio Moura



Emílio Guimarães Moura (14 de agosto de 1902Dores do Indaiá28 de setembro de 1971Belo Horizonte) foi um poetamodernista, integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universit…

SE FOSSES ...

Se fosses luz serias a mais bela De quantas há no mundo: – a luz do dia! – Bendito seja o teu sorriso Que desata a inspiração Da minha fantasia! Se fosses flor serias o perfume Concentrado e divino que perturba O sentir de quem nasce para amar! – Se desejo o teu corpo é porque tenho Dentro de mim A sede e a vibração de te beijar! Se fosses água – música da terra, Serias água pura e sempre calma! – Mas de tudo que possas ser na vida, Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto
Foto de Aleksandr Krivickij