ELA





À beleza tão pura do semblante,
à luz sublime que há nos olhos dela,
- pergunto-me a mim mesmo a todo instante,
como tão simples pode ser tão bela...

Diferente das outras, diferente
dos moldes tão comuns de uma mulher,
- ela me faz pensar num mundo ausente
deste que a gente sem querer já quer...

Bem que a quis esquecer - e noutro amor
procurei me enganar, acreditando
ser do meu pobre coração, senhor...

Em vão tentei... Em vão... Vendo-a naquela
doce e pura expressão - fico pensando
que é impossível não pensar mais nela!...




(JG de Araújo Jorge)


(Foto de Katia Franke)

Comentários

batista filho disse…
JG foi outro que declamei quando menino. Gostei de vê-lo por cá. Um abraço, Lumife.
Mily disse…
Araújo Jorge povoou com seus belos poemas a adolescência de muitos apaixonados. Seus poemas tocam diretamente a alma daqueles que estão descobrindo o amor, bem como o coração dos que já estão mergulhados em vivências amorosas, em saudades, despedidas, encontros e desencontros. Ele é, por excelência, o poeta que marcou uma geração. Com o beijo e o afago, votos de um domingo de alegrias.
TMara disse…
será da beleza ou do olhar apaixonado este incendiado poema k o poeta nos ofertou? Dilema velho.....Bom domingo. Bjs e:)
Guardiã disse…
Lindíssimo poema, escolhido com a alma e com o coração.
Beijinho
wind disse…
Belo poema de amor:) beijos
Lisa disse…
Oiiii ...
Que poema linda...
Deixo a minha ternura pra ti...
Um lindo domingo com amor...
Beijosss...
paper life disse…
Tal como o batista também o conhecia. Foi bom reencontrá-lo. :)

Bjs
Menina_marota disse…
Belo poema e imagem a condizer

;)
Doce lembrança disse…
Se eu pudesse...

... me transformaria numa suave brisa matinal,
para acariciar delicadamente teu rosto.
Quem sabe...
Num forte vento, para brincar com teus lindos cabelos.
Ou talvez...
Numa chuva fina, para furtivamente percorrer todo teu ser.
Ah! Se eu pudesse...
Se eu pudesse... me transformaria num belo sol,
para acalentar e iluminar teus dias.
Quem sabe...
No ar que te rodeia, para inalar teu cheiro e teu perfume.
Ou talvez...
Numa bruma vespertina, para suavemente te abraçar.
Ah! Se eu pudesse...
Se eu pudesse... me transformaria numa linda lua cheia,
para velar e proteger teu sono.
Quem sabe...
Num sonho lindo, para inundar de felicidade teu coração.
Ou talvez...
No teu próprio coração, para ficar eternamente juntinho de você.
Ah! Se eu pudesse...
Mónica disse…
Finalmente consegui comentar! Ufa!
Fico admirada e positivamente agradada por ver estes belos poemas no teu blog. Como sabes adoro poesia. Este teu novo espaço está delicioso, a musica , os temas , tudo que o envolve. Adorei.
Um abraço amigo.
Dizzie disse…
Los ojos...la mirada, el espello dela alma...lo que hace q uno sea diferente de todos....sea unico

Uno se queda asi, cuando el corazon es que manda :)

besitos...:)

Mensagens populares deste blogue

ACORDANDO

ALDA GUERREIRO

ANRIQUE PAÇO D'ARCOS - UM POETA PORTUGUÊS...