Avançar para o conteúdo principal

Coração Vagabundo







Meu coração não se cansa

De ter esperança

De um dia ser tudo o que quer

Meu coração de criança

Não é só a lembrança

De um vulto feliz de mulher

Que passou por meus sonhos

Sem dizer adeus

E fez dos olhos meus

Um chorar mais sem fim

Meu coração vagabundo

Quer guardar o mundo

Em mim

(Letra e música de Caetano Veloso)









AUSÊNCIA


Deixa secar no meu rosto
Esse pranto de amor que a presença desatou
Deixa passar o desgosto
Esse gosto da ausência que me restou
Eu tinha feito da saudade
A minha amiga mais constante
E ela a cada instante
Me pedia pra esperar

E foi tudo o que eu fiz, te esperei tanto
Tão sozinho no meu canto
Tendo apenas o meu canto pra cantar
Por isso deixa que o meu pensamento
Ainda lembre um momento a saudade que eu vivi
A tua imagem fiel
Que hoje volta ao meu lado
E que eu sinto que perdi



(Vinícius de Moraes)

Comentários

O Micróbio disse…
Atenção que esta letra é do Caetano Veloso... o seu a seu dono! :-)
segurademim disse…
Ai ai estes corações vagabundos... megalómanos, perturbados e perturbadores, tão instáveis e tão interessantes!!!
Beijo bom-fim-de-semana :)
Ludinais disse…
Esta recorda-me outra que diz "ai coração, teu engano foi esperar por um bem, de um coração leviano que nunca será de ninguém!" Não me lembro de quem é...será também de Caetano?

Muitos beijinhos de Alvito, onde os dias correm muito chuvosos...e ainda bem!
Mocho Falante disse…
Dá-me a sensação que este poema é do Caetano Veloso, mas se calhar tou errado... se for assim, ops desculpa lá

Abraços
Lumife disse…
O Micróbio, Mocho falante:

Agradeço o reparo feito e já rectificado.

Segura de mim, Ludinais,

a todos desejo um bom fim de semana.

Wind:

Está de parabéns por mais um aniversário.

Abraços para todos.
wind disse…
Voltei e li. Sabes que adoro Vinícius?:) Escolheste muito bem a imagem para o poema. beijos
segurademim disse…
... já acabei de ler e gosto!
beijo:)
BomDeBola disse…
Revejo-me, modestamente, neste poema de Caetano Veloso. “Coração Vagabundo” é mais um filho adoptivo a partir de hoje.
Lisa disse…
Olá Lu...como sempre de bom gosto o que tu publicas aqui no teu cantinho...parabéns...
Vim desejar um lindo final de semana com ternura...
Beijo enorme no teu coração e te cuida...
Smacksss...
Lagoa_Azul disse…
Sempre bonitos poemas para me refrescar.
Beijos e bom fds.
Bonita postagem no seu todo. Beijinhos.
Cristina disse…
Lumife,
Adoro todos os poemas de Vinícius, e este é lindissimo.
Como tu também tenho andado ocupada, e sem tempo para nada
Tem um lindo fim de semana
Beijinhu
:)
Grilinha disse…
Lindos poemas. Já tinha saudades de passar por aqui. Um beijinho
Lumife disse…
Bom de bola, Lisa, Lagoa azul, Maria do Céu Costa, Nita4ever, Grilinha :

Também para todos um bom fim de semana
Isabel-F. disse…
Ambos lindissimos.

Bom sábado para ti.

Bjs
M.P. disse…
Olá! Vim desejar um bom fim de semana! E também mais uma vez agradecer a visita! :)
batista filho disse…
Já dessa vez sou-te grato pelo reencontro com Caetano e Vinicius. Um abraço.
lena disse…
vim sentar-me hoje aqui no teu cantinho para repor muito do que não li
tens muito bom gosto em tudo o que escolhes para partilhares

parabéns

beijinhos

lena
mar disse…
Os poemas são lindos, mas..... serão reflexo de algum estado de espírito?!!
Kalinka disse…
Adoro Vinícius.
Obrigado por mo fazeres recordar.
Tudo onde Vinícius entra, seja música, filme ou poesia é arte transbordando...
Dá uma vontade de ter vivido naquele tempo, de o ter conhecido... tudo era tão intenso!
Hoje nós dizemos que temos liberdade e na verdade não temos.
Há um outro tipo de repressão. Naquela época, menos liberal, na verdade eles tinham tudo!

Bom fim de semana.
Quando puderes vai ao kalinka e ouve a balada que coloquei. Espero que gostes. Beijokas.
romero disse…
Vinicius es muy especial.
Caetano Veloso, es lo mejor cantante brazileño.
buena semana, Lumife
mfc disse…
Vinicius e Caetano são portentosos!
Parabéns pelas escolhas.
Dizzie disse…
"A tua imagem fiel
Que hoje volta ao meu lado
E que eu sinto que perdi"...

-Mio amigo.........:(

Es si, precioso....pero triste.
La vida, por veces nos presenteia, con algo tan maravilloso.....pero se desvanece...:(

Pero la vida continua....por eso, creo q existen los poemas....
Para q nos permita seguir adelante, pero retendo algo importante q paso....pero recordando, q algo bueno siempre aun esta para venir...:)

besitos...:)***
Cristina disse…
Passei aqui, desejo um bom domingo
:)
beijinhu
Lumife disse…
Isabel F., Batista Filho, Palavras que escrevo, Mar, Kalinka, Romero, MFC, Nita4ever :

A todos o meu obrigado pelas visitas e palavras aqui deixadas.
Lumife disse…
M.P.

Grato pela visita. Também te desejo uma boa semana. Mas não sei a que blog pertences. desculpa não consigo localizar.
Lumife disse…
Dizzie :

Palavras maravilhosas as que enviaste neste e nos anteriores comentários. Grato.

Te desejo tudo de bom.

Beijos.

Mensagens populares deste blogue

Cantiga para não morrer de Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
.
Ferreira Gullar

Como a noite descesse...

Como a noite descesse e eu me sentisse só,
só e desesperado diante dos horizontes que se fechavam,
gritei alto, bem alto: ó doce e incorruptível Aurora!
e vi logo que só as estrelas é que me entenderiam.
Era preciso esperar que o próprio passado desaparecesse,
ou então voltar à infância.
Onde, entretanto, quem me dissesse
ao coração trêmulo:
- É por aqui!

Onde, entretanto, quem me disesse
ao espírito cego:
- Renasceste: liberta-te!

Se eu estava só, só e desesperado,
por que gritar tão alto?
Por que não dizer baixinho, como quem reza:
- Ó doce e incorruptível Aurora...
se só as estrelas é que me entenderiam?

Emílio Moura



Emílio Guimarães Moura (14 de agosto de 1902Dores do Indaiá28 de setembro de 1971Belo Horizonte) foi um poetamodernista, integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universit…

SE FOSSES ...

Se fosses luz serias a mais bela De quantas há no mundo: – a luz do dia! – Bendito seja o teu sorriso Que desata a inspiração Da minha fantasia! Se fosses flor serias o perfume Concentrado e divino que perturba O sentir de quem nasce para amar! – Se desejo o teu corpo é porque tenho Dentro de mim A sede e a vibração de te beijar! Se fosses água – música da terra, Serias água pura e sempre calma! – Mas de tudo que possas ser na vida, Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto
Foto de Aleksandr Krivickij