quarta-feira, dezembro 07, 2005

Primeiro Beijo




Estavas ali,
à mercê dos beijos
que íamos partilhar.

Acendíamos nos olhos,
fogueiras de desejo
que disfarçávamos inquietos.


Duas luzes tímidas,
sorvendo ansiosos
as ingenuidades possíveis.


Acontecia numa tarde,
num qualquer Maio cúmplice,
testemunhando sonhos.


Reflectido na planície,
o nosso querer para sempre
que não resultou.


Os pássaros cinzentos,
recusam-se a cantar
como nesse dia.


Vencidos pelo tempo,
vencidos pela distância.
Foi há tanto, tanto tempo…





(Orlando Fernandes in Alentejo…e outros poemas)

8 comentários:

wind disse...

Embora não tivesse resultado, o momento que viveram foi lindo e isso sente-se na poesia. beijos

Thiago Forrest Gump disse...

Não me recordo do primeiro beijo.


O que jantei ontem mesmo?

batista filho disse...

"Vencidos pelo tempo,
vencidos pela distância.
Foi há tanto, tanto tempo…"

Gostei, muito.

Um abraço fraterno.

mar disse...

O primeiro beijo nunca se esquece......
Bjs

segurademim disse...

Desajeitado devido à inexperiência, é treinando muito que se alcança um bom "desempenho",
mas é um facto que o primeiro marca e não se esquece mais... bonitas palavras!!!

Beijo :)

lena disse...

"Foi há tanto, tanto tempo…"

mas como o recordo com um doce sabor

beijinhos

lena

Lumife disse...

Um bom fim de semana para todos.

Abraços.

silencebox disse...

Lumife,

Vim cá fazer uma visita e voltarei mais vezes...

Achei este poema do "Orlando Fernandes" muito tocante, não o conhecia. Gostei muito!

Bom fim de semana!

Um abraço!