segunda-feira, dezembro 05, 2005

Todo dia é menos um dia







Todo dia é menos um dia;
menos um dia para ser feliz;
é menos um dia para dar e receber;
é menos um dia para amar e ser amado;
é menos um dia para ouvir e, principalmente, calar!

Sim, porque calando nem sempre quer dizer
que concordamos com o que ouvimos ou lemos,
mas estamos dando a outrem a chance de pensar,
refletir, saber o que falou ou escreveu.

Saber ouvir é um raro dom, reconheçamos.
Mas saber calar, mais raro ainda.
E como humanos estamos sujeitos a errar.
E nosso erro mais primário, é não saber
ouvir e calar!

Todo dia é menos um dia para dar um sorriso.
Muitas vezes alguém precisa, apenas de um sorriso
para sentir um pouco de felicidade!

Todo dia é menos um dia para dizer:
- Desculpe, eu errei!
Para dizer:
- Perdoe-me por favor, fui injusto!

Todo dia é menos um dia;
Para voltarmos sobre os nossos passos.
De repente descobrimos que estamos muito longe
E já não há mais como encontrar
onde pisamos quando íamos.
Já não conseguiremos distinguir nossos passos
de tantos outros que vieram depois dos nossos.

E se esse dia chega, por mais que voltemos,
estaremos seguindo um caminho, que jamais
nos trará ao ponto de partida.

Por isso use cada dia com sabedoria.
Ouça e cale se não se sentir bem.
Leia e deixe de lado, outra hora você vai conseguir
interpretar melhor e saber o que quis ser dito


(Carlos Drummond de Andrade)

14 comentários:

Quem sabe... disse...

"Leia e deixe de lado, outra hora você vai conseguir
interpretar melhor e saber o que quis ser dito"

Sem duvida.
Mais vale, não comentar, em certo momento, colocando apenas algumas palavras....do q parecer estar ausente, mas na altura certa e com as palavras q queriamos usar, então colocar-las aqui, em cumplicidade com o q estao a partilhar conosco.

"Todo dia é menos um dia..."
Eu prefiro....."todo o dia, é mais um dia, para recomeçar, para dar oportunidade, ou consquistar a oportunidade de..."

è sempre um novo começo, desde q se queira...e se o encare dessa forma...(qd é possivel, claro...:$)

bjs salgados, amigo...:)***

Malae disse...

E assim devia ser encarada a Vida... para a aproveitarmos em todo o seu esplendor!Porque um dia a menos faz toda a diferença!

Beijinhos!E que bem sabe ser recebida pela beleza destas palavras!

Malae************

TMara disse...

Carlos D-A, smp magnífico. Bj de luz e paz e boa semana

Guardiã de Sonhos disse...

Lindíssimo texto.É preciso ouvir, é preciso falar mas... é preciso calar. Muitas vezes o silêncio é a melhor resposta.
Bj

Grilinha disse...

Olá Lumife. Todo o dia é menos um dia mas tb é mais um dia qvivido e de experiência e de saber. Boa noite.

alentejodive disse...

Mais um excelente poema neste blogue.
Continue, que nós por aqui vamos passando, sempre na expectativa de encontrar estas maravilhas.

Saudações alentejanas.

Quem sabe... disse...

-(Falei demais.....em silêncio fico)....mas volto para apreciar este lar acolhedor.

bjs salgados***

Mily disse...

Um belo poema/reflexivo do nosso Drummond, que bem sabia decifrar a vida. Vejo aqui pouca publicação das suas (Ainda Refulge e Retrato). Deveria fazê-lo mais vezes. Esse poema "Sonho ou realidade" nos envolve em encontros/desencontros que a vida propicia no reencontro daquele amor que sabemos o verdadeiro, o único, aquele que nos marcará para sempre, e que estará ao longo da vida nos fazendo buscá-lo para de novo sonhar, para de novo viver, para de novo amar. Você soube muito bem falar disso tudo... e quando no último verso diz "continuo à tua procura..." dá a dimensão exata da importância desse sentimento que um dia marcou tanto. Um belo poema... sofrido, magoado, doído... tão belo como esse sentimento que se guarda no coração e que de vez em quando vem umedecer o olhar nas doces lembranças... Porque você não publica mais vezes as suas poesias? Tão lindas! Tão ternas! Tão cheias de vivências! Você faz aqui no seu espaço um mescla muito prazerosa de se ver: coisas da sua terra com a poesia, mas a poesia de muitos poetas (consagrados, sim!), mas acredito que as suas nos trariam também momentos de puro deleite.
Quero agradecer sua presença no meu cantinho (sei do pouco tempo de que dispõe), bem como as palavras carinhosas no blog do nosso amigo Batista.
Deixo-lhe um beijo no coração e um afago na alma, com votos de uma semana iluminada de realizações.

Isabel-F. disse...

oi Lumife...

Adoro este poema. Foi bom relê-lo.

Bjs

MARIA VALADAS disse...

Com breves palavras...eu comento " Todo o dia é menos um dia" mas..
È muito bom acordar todos os dias!!
Lumife...sabe do significado desta minha frase!!
Obrigada...por me fazer encantar com mais e mais fragamentos da sua sensiblidade!

.......................maria

O Restaurador disse...

Caro amigo, necessito da sua ajuda!!!

Vi no site do Instituto do Emprego e Formação Profissional uma proposta de emprego para um tradutor numa empresa da cidade de Beja.

Acontece que me dirigi ao Centro de Emprego da minha área de residência, neste caso, ao Centro de Emprego da Covilhã para me inscrever no Centro de Emprego com o objectivo de me poder candidatar à supracitada proposta de emprego.

Lá foi me dito que somente me poderia inscrever no Centro de Emprego no dia 4 de Janeiro de 2006, pelo motivo de que me encontro a realizar um estágio. Mas o estágio que eu estou a actualmente a realizar, na Empresa Municipal da Câmara Municipal do Fundão, Gabinete Técnico Local – Gardunha, é a título gratuito e posso terminá-lo quando entender.

Foi-me também dito que eu não me poderia candidatar à referida proposta de emprego, porque as habilitações literárias requeridas na proposta de emprego referem como o mínimo o bacharelato. Eu já tenho todas as disciplinas de 4º ano feitas e apenas me falta uma disciplina de 3º ano por fazer, a qual irei fazer exame neste mês de Dezembro.

Portanto, foi me negada a informação da empresa pelo Centro de Emprego, apenas me foi dito que era uma empresa de consultadoria. Sei ainda que a empresa fica na freguesia de Beja – Santa Maria da Feira.

Penso que tenho condições para o lugar, pois na proposta, pedem alguém com excelentes conhecimentos de francês, o que é o meu caso, pois vivi e estudei na Suíça durante muitos anos.

Eva Shanti disse...

Oi! Vim aqui dar uma força! Lindo poema.

Bjs

mar disse...

Quem disse q a vida era fácil?? Não é......E amar ainda é mais complicado, às vezes penso se seria mais fácil viver sem o amor...
Bj

Lumife disse...

A todos uma boa semana. Nos vossos blogs passo para deixar tb umas palavras.