sexta-feira, junho 09, 2006

Canção do Alentejo

Foto de Fialho Gois




Meu Alentejo trigueiro
Amassado em barro e pão,
Não trocava o mundo inteiro
Por esta terra celeiro
Que mora em meu coração.



Há sempre cantares de amigo




Na melodia dolente
Talhada no desencanto
Que ecoa na noite quente,
No sentir da tua gente
Em trovas feitas de pranto.



Há uma esperança vivida




Quando o sol espreita o montado
Por entre a chuva a correr,
O cheiro do chão molhado
É perfume abençoado,
É seiva que faz crescer.



Sinto-me a sofrer contigo



Quando o ano é de estiagem
E o “suão” traz desenganos;
Na aridez da paisagem
Há sempre um fio de coragem
Nos olhos alentejanos,



Nesta terra tão esquecida….



Meu Alentejo trigueiro
Amassado em barro e pão,
Não trocava o mundo inteiro
Por esta terra celeiro
Que mora em meu coração.




(Orlando Fernandes in Fronteiras do Sonho)

12 comentários:

Thiago Forrest Gump disse...

Nesse caso fico com a melodia e com a imagem! :)



Um abraço

Abade.anacleto disse...

E pronto! Aquilo que é lindo é lindo e pronto! Continuas no teu melhor (como sempre), a presentear-nos com estas pérolas que os teus olhos descobrem para que os nossos se deslumbrem.
Ah, o Suão e os seus desenganos...
Parabéns amigo Lumife :)

wind disse...

Belíssimos como sempre. Mas quem é este Orlando?
Beijos

Lisa disse...

Oiiiii...
Linda noitinha pra ti...

Vim desejar um lindo final de semana com ternura...

Beijos pra ti e para a linda Carolznha...

Smackssssss...




PS:Adorei o post abaixo 07/06...linda...

Lisa disse...

Aiai...
Desculpa Lu ...na hora de digitar esqueci do "i" da Carolzinha...víu que a minha distração ainda é a mesma né?! sniff...

Mil carinhos pra Carolzinha...

Beijossss...

Manel do Montado disse...

O Alentejo é um estado de alma, é forma de estar na vida, é a própria essência de se ser e respirar aquela terra.

(…) Subir ao alto de um monte,
Beber água em qualquer fonte
E ouvir os grilos cantar (…)

lena disse...

saciar a sede que os meus olhos têm do Alentejo

belo meu querido amigo Lumife

imagem e poema em perfeita sintonia

o meu beijo doce à bonita Carolina

beijinhos para ti e o meu abraço

lazuli disse...

Meu Alentejo..Mal o conheço e no entanto ele também é meu..

Beijos querido amigo..

Arte por um Canudo 2 disse...

Belissimos como sempre! Retrato do alentejo e de suas gentes prontas a evocá-lo. Bom fim de semana.Abraço

Poesia Portuguesa disse...

Já não vinha aqui há tanto tempo e, descobri agora como me fazia falta ...

"...Há sempre cantares de amigo..."

Um abraço ;)

batista filho disse...

Amo o canto de amor à terra. E como esse é belo.
Um abraço fraterno, amigo.

Lumife disse...

.