quarta-feira, março 08, 2006

Olhares-foto de David Caretas




Mulher

No dia que aceitares
Aquilo que a vida te der,
Nunca mais terás revolta,
Serás, juro, uma mulher.

Aquela que não se importa
Que o Mundo grite de si,
Mostrando aquilo que é,
Tornará alguém feliz.


Darás ajuda a qualquer,
Sem esperares recompensa,
Porque tu és consciência
És bondade e paciência.


És uma alma liberta
Procurando vida aberta,
Porque no teu coração
Não mora a ingratidão.



Olinda
Março/05






Flores para as Mulheres que me visitam.




PENSO EM TI (eu sei)


Eu sei
Lá fora a chuva cai
O sono já lá vai
Outra vez eu te amei
Eu sei
(Penso em ti, penso em ti)
Quando o sol nascer
(Penso em ti, penso em ti)
Vou ter que perder
O medo de te dizer

Sou eu que vai mudar
Sou eu quem vai sair
Talvez até‚ chorar
Não sei
O que está p'ra vir
Talvez eu vá mentir
O que lá vai, lá vai
Lá fora chuva cai...

Eu sei
(penso em ti, penso em ti)
Que a tristeza vem
(penso em ti, penso em ti)
Ao deixar alguém
A quem tanto me dei
Eu sei
(penso em ti, penso em ti)
Talvez eu vá perder
(penso em ti, penso em ti)
Doa a quem doer
Vou ter que te dizer: Não!

Sou eu quem vai mudar
Lá fora chuva cai
Sei
Sou eu quem vai mudar
Sou eu quem vai sair
Talvez até‚ chorar
Não sei
O que está p'ra vir
Talvez eu vá mentir
O que lá vai, lá vai
Lá fora chuva cai...

(Adelaide Ferreira)