sábado, março 25, 2006

Canção da Esperança

Foto de Francis Toussaint





É urgente que as rosas
deixem de ser
prisioneiras dos canteiros,
e subam no espaço
entornando
nas nossas cabeças
perfumes e pétalas
com aromas cheirando a mãos dadas.


É urgente que os pássaros
desçam dos céus,
e poisem nas crianças
gorgeando árias suaves
e ensinando-lhes futuros
que só eles sabem,
porque voam alto
como todos os pássaros livres.


É urgente que o arco-íris
com génio de pintor,
dispa algumas das sete cores
e tinja de azul celeste
ou de verde esperança
o cinzento preocupante
das armas apontadas
ao peito dos vencidos.


É urgente acreditar
que o mundo…ou a vida
pode um dia acordar
feita rio cristalino,
onde para além dos salgueiros,
veremos reflectida nas águas
a imagem fraterna
dos homens reconciliados!









(Orlando Fernandes in Alentejo…e Outros Poemas)