quinta-feira, outubro 05, 2006





FEIRA DOS SANTOS 2006

11ª MOSTRA DE PRODUTOS E SERVIÇOS LOCAIS E REGIONAIS



A Câmara Municipal de Alvito organiza, entre os dias 28 de Outubro e 01 de Novembro de 2006, a 11ª Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais / Feira dos Frutos Secos. Esta mostra, que decorre no Largo das Alcaçarias é já um importante certame económico que anualmente acolhe mais de 60 expositores, constituindo uma óptima oportunidade de negócio e promoção para todas as empresas e entidades que nela participam.

A tradicional Feira dos Santos, acontece entre os dias 31 de Outubro a 02 de Novembro, em toda a envolvente do Castelo de Alvito e tem associado um programa de actividades culturais, que inclui exposições temáticas, animação de rua, espectáculos nocturnos, e o II Encontro – ROTA DO FRESCO, em que será abordado o património arquitectónico como recurso do desenvolvimento sustentável em zonas do interior de Portugal.

Mais informações, poderão ser obtidas através do e-mail nuno.pereira@cm-alvito.pt

PROGRAMA CULTURAL

28 Outubro (Sábado)

10H00 – Encontro de Jogos Tradicionais. Campo de Futebol
14h45 – 1ªMarcha dos Santos (inscrições e informações nas Juntas de Freguesia até 27/10/2006)
15h00 – Exposição dos trabalhos concorrentes à V Edição dos Jogos Florais do Concelho de Alvito. Centro Cultural de Alvito
15h30 – Lançamento do Livro “À mesa com Fialho de Almeida. Auditório do Centro Cultural de Alvito
17h00 – Abertura da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais
17h30 - Inicio do 2º Festival Etnográfico dos Santos com:
17h30 – Inicio do Desfile Etnográfico. Recinto da Feira
21h00 – Actuação em palco dos Ranchos Folclóricos
24h00 – Fecho da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais
02h00 – Fecho dos Bares da Feira

29 Outubro (Domingo)

10h00 – 3º Passeio Equestre “Feira dos Santos
14h00 - Reabertura da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais
15h00 – Cavalhada (jogos, torneios, etc.). Picadeiro junto ao Pavilhão Gimnodesportivo
21h00 – Fadistas Escondidos (interior da tenda)
24h00 – Fecho da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais e Fecho dos Bares da Feira

30 Outubro (2ª Feira)

9h00 – Abertura do II Encontro “Rota do Fesco” (ver programa próprio)- Centro Cultural de Alvito
17h00 - Reabertura da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais
24h00 – Fecho da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais e Fecho dos Bares da Feira

31 Outubro (3ª Feira)

17h00 - Reabertura da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais
19h00 – Espectáculo musical com Malteses. Palco da Feira
21h00 - Espectáculo musical com Terras de Rayo no Palco da Feira
24h00 – Fecho da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais
02h00 – Fecho dos Bares da Feira

01 Novembro (4ª Feira)

9h00 – Reabertura da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais
10h00 – Abertura de exposição de Antiguidades e Velharias para leiloar na Galeria de Arte (Largo das Alcaçarias, 3A)
10h00 – Arruada pela Banda Filarmónica dos Bombeiros Voluntários de Alvito
14h00 – Inicio da demonstração do Jogo do Pau (pela Feira)
15h00 – Actuação da Associação de Cante Coral Alentejano do Concelho de Alvito e dos “Amigos do Cante de Alvito”, no Palco da Feira
16h00 – Leilão de Antiguidades e Velharias na Galeria de Arte (Largo das Alcaçarias, 3A)
17h00 - Actuação dos Campos do Alentejo, no Palco da Feira
20h00 – Encerramento da XI Mostra de Produtos e Serviços Locais e Regionais












II ENCONTRO ROTA DO FRESCO
“Património e desenvolvimento sustentável”

30-31 de Outubro e 1 de Novembro de 2006
Centro Cultural, Alvito


Tema:
O património arquitectónico como recurso do desenvolvimento sustentável em zonas do interior de Portugal.

Problemática:
O Alentejo detém um conjunto assinalável de património edificado, na sua grande parte com graves problemas de conservação e, principalmente no caso do património arquitectónico religioso, desprovido de uso. Assim, tendo em conta o número, a importância artística e o valor cultural deste legado, bem como, por outro lado, as actuais oportunidades de desenvolvimento para esta região, coloca-se a questão da potencialidade económica, através da ferramenta turística, deste recurso específico. Consequentemente, importa reflectir de que forma o património se pode transformar num veículo de promoção do desenvolvimento local e, preferencialmente, de um desenvolvimento sustentável.

Para a discussão desta problemática, consideramos alguns ângulos de análise específicos:
a) A situação da gestão patrimonial em Portugal
b) A caracterização do património de regiões do interior do país
c) As potencialidades turísticas do interior do país
d) Requisitos para o desenvolvimento sustentável
e) Casos de estudo portugueses
f) A estrutura de funcionamento adequada a projectos de revitalização patrimonial do interior




O Projecto Rota do Fresco
A AMCAL – Associação de Municípios do Alentejo Central, constituída pelos Municípios de Alvito, Cuba, Portel, Vidigueira e Viana do Alentejo – promove uma iniciativa inovadora de natureza turístico-cultural denominada Rota do Fresco.

A Rota do Fresco consiste na criação de um sistema de visitas a uma selecção de exemplares de pintura mural das capelas, ermidas e igrejas dos cinco concelhos, com o intuito de divulgar, preservar e revitalizar esse património integrado.

A Rota do Fresco tem por base a extensão cronológica e espacial deste tipo de revestimento arquitectónico no conjunto destes cinco concelhos, que constitui um excelente exemplo da variedade e da qualidade desta forma de decoração e de catequização religiosa no nosso país, bem como do papel particular da região alentejana na difusão deste género artístico, desde o século XV até aos inícios do XIX.

Outro ponto comum a estes cinco concelhos ao nível da pintura mural é a necessidade, em quase todos os exemplares remanescentes, de uma intervenção de conservação e restauro, bem como de uma intervenção estrutural ao nível dos próprios edifícios que albergam as pinturas.

Esta Rota procura assim transformar-se num instrumento de salvaguarda dos exemplares remanescentes; de melhor conhecimento deste género artístico no nosso país e, em particular, na região alentejana; de dinamização da região com a criação de um novo produto turístico adaptado às exigências do património arquitectónico.




PROGRAMA

Segunda-feira, 30
09H00: Abertura pelo Presidente da AMCAL

Painel I > A gestão patrimonial (moderação Catarina Vilaça de Sousa, AMCAL)
09H30: A situação da gestão patrimonial em Portugal
A perspectiva do Estado (Elísio Summavielle, Presidente do IPPAR)
A perspectiva das autarquias (Alexandra Gesta, C. M. de Guimarães*)
10H45: Pausa para café
11H15: O património de regiões do interior de Portugal
O caso do Alentejo (Rui Mateus, C. M. de Beja)
A perspectiva da Igreja Católica (Cónego Fernando Marques, Arquidiocese de Évora*)
12H15: Debate
13H00: Almoço livre

Painel II > A valorização turística (moderação Paula Faísco, C. M. de Vidigueira)
15H00: As potencialidades turístico-culturais do interior do país (José Manuel Simões, CEDRU)
15H30: O turismo cultural no Alentejo (Francisco Ramos, Universidade de Évora)
16H00: A valorização turística do património (João Carlos Brigola, Universidade de Évora)
16H30: Pausa para café

Painel III > O desenvolvimento sustentável (moderação Eugénia Alhinho, C. M. de Portel)
17H00: O contributo do património para o desenvolvimento sustentável (João Carlos Caninas, GEOTA)
17H30: Vias para o desenvolvimento sustentável no Alentejo (Margarida Cancela de Abreu, CCDR-A)
18H00: Debate






Terça-feira, 31
Painel IV > Casos de estudo portugueses (Manuela Fialho, Associação Terras Dentro)
10H00-12H30: comunicações livres
12H30: Debate
13H00: Almoço livre

Painel V > Estruturas de funcionamento e modelos de gestão (moderação Dina Monteiro, C. M. de Alvito)
15H00: Estruturas de promoção do turismo cultural (Ana Isabel Rodrigues, ESTIG)
15H30: A longa experiência de Mértola (Jorge Revez, ADPM)
16H00: O caso Projecto Rota do Fresco (Catarina Vilaça de Sousa, AMCAL)
16H30: Debate
17H15: Conclusões (João Carlos Brigola, Universidade de Évora)
(*) a confirmar

Quarta-feira, 1
10H00-13H00: Visita de estudo às intervenções de conservação e restauro na Igreja Matriz de Alvito e na Capela de S. Brás de Portel.
13H00: Almoço regional em Portel



EVENTOS PARALELOS
(entrada livre)

Segunda-feira, 30
19H00: Apresentação do Roteiro Turístico Terras do Fresco e Lançamento das Actas do Encontro (em cd-rom) na Pousada de Alvito, com actuação de grupo de cante alentejano e oferta de Alentejo de Honra.

Quarta-feira, 1
16H00: Visita à Feira dos Santos no Largo das Alcaçarias de Alvito



COMUNICAÇÕES LIVRES

Requisitos de aceitação das propostas de comunicação:
• Ligação ao campo de estudos da gestão patrimonial, do turismo cultural e do desenvolvimento sustentável;
• Carácter inédito do trabalho a apresentar;
• Os resumos a submeter até 30 de Setembro de 2006 não poderão exceder as 2 (duas) páginas A4 e deverão conter o título do trabalho, autor(es), qualificação académica e profissional do(s) mesmo(s), instituição onde exercem actividade e endereço para correspondência (e-mail);
• A Organização do Encontro informará os candidatos por e-mail da aceitação da comunicação proposta.











Organização: AMCAL - Associação de Municípios do Alentejo Central


Apoios:
Pousada Castelo de Alvito
Escola Profissional de Alvito
Restaurante “O Buraco da Zorra” de Alvito
Restaurante “O S. Pedro” de Portel