Dilema

Foto de Gary Whalen



Você passou por mim despercebida,
Levando em cada passo uma saudade.
E ao perceber tamanha realidade,
Fui definhando em toda a minha vida.

As ilusões, os sonhos, na verdade
Você levou em rápida corrida...
Restando uma lembrança dolorida,
Desse romance morto em tenra idade.

No mais, tudo passou rapidamente.
Você partiu precipitadamente,
Deixando esse vazio que ficou...

E ao relembrar o nosso antigo ninho,
Sinto esse medo de ficar sozinho,
Sem mesmo nem saber quem hoje sou!



Alberes Cunha

Comentários

MARIA disse…
LUMIFE :
Que lindo que é este "dilema".
Adorei cada palavrinha como se cada uma delas existisse apenas para encantar almas como a minha : sempre em permanente dilema !
Obrigada.
Um beijinho.
Maria
carla granja disse…
olá ! lindo blog o teu parabéns! e belo poema que nos deixa a pensar como por vezes a vida não é bem como queriamos que fosse e a saudade é sempre um dilema. se kiseres visitar o meu blog é feito com poemas meus e hje tenho um cálice de amor :) bjo
carla granja
Entre linhas... disse…
Por vezes a vida não é como gostávamos que fosse,enfim...
Bjs Zita
RCataluna disse…
Gostei muito!

Abraço!

Mensagens populares deste blogue

ACORDANDO

ALDA GUERREIRO

ANRIQUE PAÇO D'ARCOS - UM POETA PORTUGUÊS...