quinta-feira, setembro 27, 2007

Sê suave no pisar...

Foto de Sergey Rizhkov



Tivesse eu os tecidos bordados dos céus,

Lavrados com a prata e o ouro da luz,

Os tecidos azuis e foscos e de breu

Que têm a noite, a luz e a meia-luz

Estenderia esses tecidos a teus pés:

Mas eu, porque sou pobre, apenas tenho sonhos;

São os meus sonhos que eu estendi a teus pés;

Sê suave no pisar, que pisas os meus sonhos.



YEATS


"William Butler Yeats nasceu em 13 de junho de 1865, em Dublin, Irlanda, onde se desenvolveu em um meio culto e criativo. Poeta e autor teatral, Prêmio Nobel (1923) de Literatura. Foi o representante máximo do Renascimento irlandês e um dos escritores mais destacados do século XX.Faleceu em 1939"

9 comentários:

Gi disse...

Pura e simplesmente fantástico.
Adoro yeats e é tão difícil encontrar alguma coisa traduzida. tenho um livro encomendado na Fnac vai para 2 meses ... aguando (im)pacientemente por ele. Este poema levantou só um pouco o véu. Conheço-o no original , não perde na tradução :)

Um beijinho

Já reabri o blogue faz tempo para toda a gente, podes espreitar quando quiseres.

Obrigada

MARIA disse...

LUMIFE:
É extraordinário em beleza e delicadeza este poema.
Um beijinho
Maria

Olhos de mel disse...

Perfeito! Que seria de nós se não fossem os sonhos? Eles nos ajudam a levar a vida no desejo de realizá-los. Também contei um sonho por lá.
Beijos

Lisa disse...

Olá Lu...

Nossa Lu...que lindo poema...e a imagem combina demais com a delicadeza do poema...

Linda mesmo o teu post...

PS: Serei suave com certeza...rsrs...

Lindo dia e um maravilhoso final de semana pra ti com ternura...

Beijosss...

Papoila disse...

Lindo este poema...

E como é importante sermos ricos em sonhos....
O nosso Poeta diz "... O sonho comanda a vida..."

Beijos
BF

MARIA disse...

Não resisti. Reli já várias vezes o poema.
É belíssimo mesmo.
Como é que alguém pode lembrar-se de ir buscar aos céus , tecidos bordados ?
Para depois os estender aos pés de quem ama.
É extraordinário.
Tivera eu tal arte e subscreveria integralmente todas as palavras do poeta.
Este espaço Lumife, vai buscar aos céus uma divina magia que me encanta.
Um beijinho
Maria

Fernanda e Poemas disse...

Lumife, linda postagem muito bem conseguida.
Parabéns,

Muitos beijinhos,

Fernandinha

Palavras ao vento disse...

Como sempre... Uma maravilha visitar o teu espaço!

Onde reina a sensibilidade e o bom gosto!

Abraço amigo da

Maria

Sindarin disse...

Olá Lumife! Este poema é magnífico tanto em beleza como em forma. São almas iluminadas que sentem e escrevem assim. Muito obrigado pelas visitas e pelo carinho. Mil beijinhos amigos.