Avançar para o conteúdo principal

O nosso amor nasceu como um poema

Foto João Camilo-Olhares

"O Amor é a memória que o tempo não mata,
a canção bem-amada, feliz e absurda...
É a música inaudível...
O silêncio que treme e parece ocupar o coração
que freme quando a melodia do canto de
um pássaro parece ficar..."

- Vinícius de Moraes -




O nosso amor nasceu como um poema.
Como se nossas mãos não fossem duas.
Como se o teu corpo fosse o universo,
onde nos teus olhos cintilam outras luas
que enchem de luar estes meus versos.

O nosso amor nasceu como um poema.
Que tanto se excedia. E nos excedendo,
sempre o horizonte mais ficou distante.
Absorvente amor de tal forma absorvendo,
amando o amor talvez mais que o amante.

O nosso amor nasceu como um poema.
Com palavras que a amar se escreveram
em páginas de sonho, beleza e esplendor.
E tantas vezes as palavras se envolveram
que de um poema nasceu o nosso amor.





Albino Santos

Comentários

MARIA disse…
Oh Lumife, como é belo este poema.
De facto o nascimento de uma realidade de tão excelsa e complexa beleza como é o amor, só pode ser comparado ao nascimento de um poema onde as palavras são sempre geradas pelas melhores substâncias das almas e dos corações dos homens a que os poetas conseguem dar voz.
Obrigada pela partilha.
Um beijinho.
Maria
Paula Raposo disse…
Já há muito tempo que não li o Al. Nem sei por onde pára o blog dele. Gosto da maior parte do que ele escreve. Beijos e bom fim de semana.
Doutroladodomar disse…
Penso que os grandes amores só podem nascer mesmo de um poema... Ach que meu talento é mais em prosa! rsrs Bj Lumife.
RCataluna disse…
Mais um belo poema!

Abraço e bom fim-de-semana!
Aspásia disse…
UM POETA DE Q CREIO JÁ TER LIDO ALGO NA NET.
O AMOR E O POEMA MUITAS VEZES SÃO FAMILIARES PRÓXIMOS! UMAS VEZES UM SERÁ "FILHO" DO OUTRO... OUTRAS, O INVERSO.
O POEMA É MUITO BOM, ALÉM DO CONTEÚDO, TEM UMA "SONORIDADE" QUENTE, ALGO PLANGENTE...

BOM FDS
BJS
Lisa disse…
Que lindo post Lu...há sentimento de amor encantador...

"O nosso amor nasceu como um poema.
Com palavras que a amar se escreveram
em páginas de sonho, beleza e esplendor.
E tantas vezes as palavras se envolveram
que de um poema nasceu o nosso amor."

Desejo noite linda com sonhos que te acalente uma paz e sorriso dentro de ti...

Beijosss...
E quantos e quantos poemas nascem do amor...

Adoro Vinícius, o poeta do amor!!!

***
Mocho Falante disse…
Amigo Lumife como vais? Faz tempo que não nos "viamos" é verdade, mas o que eu constato é que o bom gosto continua por aqui em força

abraços
Peter disse…
Por todos os motivos, não só a poesia como o seu modo de estar na vida, prefiro o Vinicius.

RIP

Mensagens populares deste blogue

Cantiga para não morrer de Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
.
Ferreira Gullar

Como a noite descesse...

Como a noite descesse e eu me sentisse só,
só e desesperado diante dos horizontes que se fechavam,
gritei alto, bem alto: ó doce e incorruptível Aurora!
e vi logo que só as estrelas é que me entenderiam.
Era preciso esperar que o próprio passado desaparecesse,
ou então voltar à infância.
Onde, entretanto, quem me dissesse
ao coração trêmulo:
- É por aqui!

Onde, entretanto, quem me disesse
ao espírito cego:
- Renasceste: liberta-te!

Se eu estava só, só e desesperado,
por que gritar tão alto?
Por que não dizer baixinho, como quem reza:
- Ó doce e incorruptível Aurora...
se só as estrelas é que me entenderiam?

Emílio Moura



Emílio Guimarães Moura (14 de agosto de 1902Dores do Indaiá28 de setembro de 1971Belo Horizonte) foi um poetamodernista, integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universit…

SE FOSSES ...

Se fosses luz serias a mais bela De quantas há no mundo: – a luz do dia! – Bendito seja o teu sorriso Que desata a inspiração Da minha fantasia! Se fosses flor serias o perfume Concentrado e divino que perturba O sentir de quem nasce para amar! – Se desejo o teu corpo é porque tenho Dentro de mim A sede e a vibração de te beijar! Se fosses água – música da terra, Serias água pura e sempre calma! – Mas de tudo que possas ser na vida, Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto
Foto de Aleksandr Krivickij