sexta-feira, agosto 24, 2007

SENTIMENTO




Eu recordo a tua presença,
na voz meiga e serena,
o teu cabelo
ondulando ao vento,
como se me envolvesses
com o pensamento.

Vivo contigo,
todo este momento,
de muito perto
sofrendo a ausência
se estás longe
quando desperto.

Sinto a vibração do teu corpo,
no meu cansaço,
e quero, contigo transpôr
as portas do silêncio,
vogando lentamente
no éter do firmamento.

Poema de João-Maria Nabais

Foto de Nuno Belo - 1000 Imagens