sábado, janeiro 19, 2008

Chegou a hora do ...




A D E U S


É um adeus...

Não vale a pena sofismar a hora!

É tarde nos meus olhos e nos teus...

Agora,

O remédio é partir discretamente,

Sem palavras,

Sem lágrimas,

Sem gestos.

De que servem lamentos e protestos

Contra o destino?

Cego assassino

A que nenhum poder

Limita a crueldade,

Só o pode vencer a humanidade

Da nossa lucidez desencantada.

Antes da iniquidade

Consumada,

Um poema de líquido pudor,

Um sorriso de amor,

E mais nada.


Miguel Torga



Na hora do ADEUS agradeço a todas as Amigas e a todos os Amigos a sua companhia, os seus comentários, a sua amizade. Levo-os no coração. Recordá-los-ei com saudade.

quarta-feira, janeiro 16, 2008

Tarde...


Foto de Dimitar Dimitrov


Partiste no explendor da mocidade,
E esperei que voltasses novamente.
Escrevias dizendo: _Brevemente..._,
E esperei uma longa eternidade.

Anos depois tu voltas, finalmente;
E a mim mesmo pergunto se é verdade.
Porque sinto mais viva esta saudade
Do que no tempo em que estiveste ausente

Em vez d'essa alegria tão sonhada,
Olhámo-nos, os dois, sem dizer nada.
E cada qual de nós ficou mais triste.

Adivinhaste... e eu adivinhei:
Perguntas-me, talvez: _Porque voltei?_
E eu só te sei dizer: _Porque partiste?


Espínola de Mendonça ( 1891-1944 )

terça-feira, janeiro 15, 2008

É um blog muito bom, sim senhora




Acabo de receber mais um prémio "É um blog muito bom, sim senhora" vindo do maravilhoso ART & DESIGN DE ISABEL FILIPE
Um agradecimento muito sincero à Isabel para quem envio um beijo amigo.


1 - Este prémio deve ser atribuído aos blogs que considerem serem bons, entende-se como bom os blogs que costuma visitar regularmente e onde deixa comentários;
2 - Só e somente se recebeu o 'É um blog muito bom sim senhor, deve escrever um post incluindo: a pessoa que lhe deu o prémio com um link para o respectivo blog; a tag do prémio; as regras; e a indicação de outros 7 blogs para receberem o prémio;
3 - Deve exibir orgulhosamente a tag do prémio no seu blog, de preferência com um link para o post em que fala dele;



E agora os meus nomeados:

1- BICHO DE CONTA

2- KALINKA

3- DE AMOR E DE TERRA

4- LISA, A ROMÂNTICA

5- MOMENTOS...

6- MARIA VISITA O REINO DE ESTHER

7- PAIXÕES E ENCANTOS

sexta-feira, janeiro 11, 2008

Companheira

Foto de Marta Bucher - Olhares



Deixei pousar minha boca em tua fronte
toquei-te a pele como se fosses harpa
escorreguei em teu ventre como o vento
e atravessei-te em mim como se fosse farpa

Deixei crescer uma vontade devagar
deixei crescer no peito um infinito
morri da morte lenta do desejo
e em cada beijo abafei um grito

Quando desfolho o livro velho da memória
sinto que o tempo passado à tua beira
é um espaço bom que há na minha história
e foi bonito ter dito companheira

Inventei mil paisagens no teu peito
rebentei de loucura e fantasia
quando me olhavas devagar com esse jeito
e eu descobri tanta coisa que não vias

Havia em ti uma forma grande de incerteza
que conseguias converter em alegria
havia em ti um mar salgado de beleza
que me faz sentir saudades em cada dia

Quando desfolho o livro velho da memória
sinto que o tempo passado à tua beira
é um espaço bom que há na minha história
e foi bonito ter dito companheira


PEDRO BARROSO

quarta-feira, janeiro 09, 2008




O Blog "Com Amor" de Marta Vinhais entendeu distinguir o Lumife com o selo "Escritores da Liberdade".
Grato lhe fico ainda que ache imerecida a distinção.Na verdade escrevo pouco transmitindo mais o que os bons Homens de letras nos têm legado.
Segundo as regras passarei o título a 10 blogs que escolhi entre muitos que também o mereciam.
Aproveito a oportunidade para convidar os meus visitantes a deslocarem-se aos blogs agora premiados.

01- NÃO HÁ RIOS IGUAIS de MADALENA PESTANA.

02- CARTAS SEM VALOR de CHARLIE.

03- ALICERCES de HELENA F. MONTEIRO.

04- CHUVISCOS de JOSÉ GOMES.

05- AMORALVA de JORGE VICENTE.

06- ADESENHAR de HENRIQUE

07- AS MINHAS ROMÃS de PAULA RAPOSO.

08- BLOG DO BARÃO 2 de FRANCISCO PEREIRA.

09- FANTASIAS de TERESA DAVID.

10- ESTRANHOS DIAS E CORPO DE DELITO de TMARA

domingo, janeiro 06, 2008

Onde estás ?



Foto de Paulo Cesar - Olhares


É meia-noite... e rugindo
Passa triste a ventania,
Como um verbo de desgraça,
Como um grito de agonia.
E eu digo ao vento, que passa
Por meus cabelos fugaz:
"Vento frio do deserto,
Onde ela está? Longe ou perto?"
Mas, como um hálito incerto,
Responde-me o eco ao longe:
"Oh! minh'amante, onde estás?. . .


Vem! É tarde! Por que tardas?
São horas de brando sono,
Vem reclinar-te em meu peito
Com teu lânguido abandono! ...
'Stá vazio nosso leito...
'Stá vazio o mundo inteiro;
E tu não queres qu'eu fique
Solitário nesta vida...
Mas por que tardas, querida?...
Já tenho esperado assaz...
Vem depressa, que eu deliro
Oh! minh'amante, onde estás? ...


Estrela — na tempestade,
Rosa — nos ermos da vida;
lris — do náufrago errante,
Ilusão — d'alma descrida!
Tu foste, mulher formosa!
Tu foste, ó filha do céu! ...
... E hoje que o meu passado
Para sempre morto jaz...
Vendo finda a minha sorte,
Pergunto aos ventos do Norte...
"Oh! minh'amante, onde estás?..."



(António de Castro Alves - 1847/1871)

quinta-feira, janeiro 03, 2008

As Palavras

Foto de António Carreteiro - Olhares




São como um cristal, as palavras.
Algumas, um punhal, um incêndio.
Outras, orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam: barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes, leves.
Tecidas são de luz e são a noite.
E mesmo pálidas verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta?
Quem as recolhe, assim, cruéis, desfeitas, nas suas conchas puras?


Eugénio de Andrade