quinta-feira, março 27, 2008

Alentejo - Reestruturação dos Serviços Locais de Finanças





Dez repartições de finanças poderão fechar no distrito de Beja




A reestruturação dos Serviços Locais de Finanças (SLF) no Alentejo deverá implicar a extinção de 32 repartições, passando a haver apenas 15 em toda a região. No distrito de Beja, segundo dados a que o “CA” teve acesso, deverão ser extintas 10 SLF, ficando apenas quatro a funcionar: um para a sede de distrito; outro para Ourique, Castro Verde, Mértola e Almodôvar; um terceiro para Vidigueira, Alvito, Cuba, Ferreira do Alentejo e Aljustrel e o quarto para Serpa, Moura e Barrancos.
Em Évora, a previsão engloba a extinção de nove SLF e a criação de cinco: um para Évora, outro para Alandroal, Reguengos de Monsaraz, Portel e Mourão, o terceiro para Borba, Redondo e Vila Viçosa e o quarto para Vendas Novas, Montemor-o-Novo e Viana do Alentejo.
A extinção de 15 SLF em Portalegre, a materializar-se, irá implicar a existência de apenas três serviços: um para seis concelhos (Gavião, Nisa, Crato, Castelo de Vide, Marvão e Portalegre), outro para cinco (Ponte de Sor, Mora, Avis, Alter do Chão e Fronteira) e o último para quatro (Monforte, Arronches, Elvas e Campo Maior).
Já o Litoral Alentejano, poderá ficar servido por três SLF, agrupando Alcácer do Sal e Grândola, Odemira e Sines e um último em Santiago do Cacém.
Em termos nacionais, o relatório propõe a extinção de nove das actuais Direcções de Finanças e a transformação das restantes 13 em Direcções Regionais, assim como o fecho de 121 SLF.


Fonte: CORREIO DO ALENTEJO

5 comentários:

peciscas disse...

Pois!
E é assim que se luta contra a chamada desertificação do interior!
Mas, está bem, o burro sou eu!

lua prateada disse...

Se um dia precisares de silêncio para pensar em alguem,lembra-te que em silêncio,alguem pensa em ti...
Que teu fim de semana luminoso, lindo e brilhe para ti!...
Beijinho prateado com carinho
SOL

helena disse...

É inadmissível o que se estar a passar no nosso País!

A palavra de ordem é "FECHAR", ou seja : poupar dinheiro à custa do bem estar e de alguma qualidade de vida dos portugueses.
FECHAR escolas
FECHAR maternidades
FECHAR centros de saúde...

E é no interior que esse FECHAR é mais frequente.

Incrível!

Paula Raposo disse...

Não me fales em finanças que me causam náuseas!!!

Templo do Giraldo disse...

http://templodogiraldo.blogspot.com/


Passem por aqui.


SAUDAÇÕES.