A MULHER







Ó mulher! Como és fraca e como és forte!
Como sabes ser doce e desgraçada!
Como sabes fingir quando em teu peito
A tua alma se estorce amargurada!

Quantas morrem saudosas duma imagem
Adorada que amaram doidamente!
Quantas e quantas almas endoidecem
Enquanto a boca ri alegremente!

Quanta paixão e amor às vezes têm
Sem o nunca confessarem a ninguém
Doces almas de dor e sofrimento!

Paixão que faria a felicidade
Dum rei; amor de sonho e de saudade,
Que se esvai e que foge num lamento!


Florbela Espanca

Comentários

Um Momento disse…
E como Florbela sentia o que dizia:))
Lindas flores... linda partilha...
Muito obrigada!
Beijo Grande e sorridente por estares de volta:)))))))))

(*)
Miminho do bebé disse…
Ser MULHER é tudo isso...
mas acho que devia existir o dia do HOMEN


bejs
Olá meu querido amigo Lumife, linda homenagem á mulher... Eu agradeço-te!!!
Quantas vezes nos encanta, um momento que se forma
no silêncio das palavras
que não dizes,
ao abraço que não negas,
mesmo quando no meu canto
com carinho eu espero-te.

Beijinhos de carinho e amizade.
Fernandinha
TMara disse…
De uma mulher poara as outras. Poema muito marcado pelo papel social da mulher do estado novo e igreja católica, "of course",de k imensas raízes sobrevivem .
Obrigada meu amigo. Bjs luz e paz em v/ f.s.
Isabel-F. disse…
Lindo poema que escolheste para o dia de hoje ...


fica o meu Obrigada


beijinhos
tufa tau disse…
tantas lágrimas numa só mulher... só
Teresa David disse…
Ainda bem que reapareceste no teu blog e logo neste dia tão especial para nós Mulheres e porque não também para vós Homens que sem nós estariam amputados?
Está lindo o blog e que dizer do poema senão que é da Florbela uma das poetisas que mais gosto e de quem sei alguns poemas de côr.
Bjs
TD
Jofre Alves disse…
Florbela Espanca é sempre boa opção para o Dia da Mulher. Boa semana.
Gi disse…
Boa escolha para este dia especial.
(vejo que aa imagens em ponto grande pegaram por aqui :) )

Um beijinho grande
grilinha disse…
Lindas rosas com um belo poema.

beijinhos
cõllybry disse…
Que bom que voltou...e belo presente a nós Seres Mulheres...

Meu bem haja

E meu doce beijo
Brancamar disse…
Lumife, Já cá passei ontem, mas tive tantas homenagens à mulher para comentar, inclusuvé uma outra tua que não esta que só hoje atentei bem neste belíssimo poema de Florbela ESpanca. Belíssimo mesmo! Quanto amor não albergamos muitas vezes assim no nosso peito, sem um lamento, só pelo prazer de amar,
Bem-hajas.
Beijinho
Anónimo disse…
No dia da mulher... estava no nosso Alentejo!

Foi um presente bem merecido...


Não pude deixar de comentar agora... porque o poema e a tua homenagem, merecem um beijo de ternura.

Maria

Mensagens populares deste blogue

ACORDANDO

ALDA GUERREIRO

ANRIQUE PAÇO D'ARCOS - UM POETA PORTUGUÊS...