Avançar para o conteúdo principal

MENINA MAROTA - UM DESNUDAR DE ALMA



O "BEJA" não podia deixar de se associar ao lançamento promocional do livro MENINA MAROTA-UM DESNUDAR DE ALMA, que terá lugar no dia 15 de Junho de 2008, pelas 16 horas, na Fnac do Galashopping.
A apresentação estará a cargo do Dr. Fernando Peixoto.

Desejamos a Otília Martel, a nossa Menina Marota, muitas felicidades e os maiores êxitos.

Para dar mais cor a esta notícia fui ao blog "Menina Marota" e "roubei" a imagem acompanhada deste poema da Amiga, editado em Agosto de 2005.




ESPERANÇA


Desenha em ti
cores vivas
de felicidade
mesmo que adiada
mesmo que não consentida
não deixes que o negro
tome conta de ti...
Exala o perfume
das flores
o aroma dos frutos
e pinta a Vida
de mil cores
mil pensamentos
felizes
audazes
coloridos...


Comentários

Lisa disse…
Oi Luís...

É uma linda poesia...o livro com certeza fará sucesso...

PS: Vim dizer que tem Meme pra ti lá no mundinho tá?!

Te adoro...

Beijosss...
Olhos de mel disse…
Oie lindinho! Bela poesia, viu? E que o livro seja um sucesso! Alías deu-me a impressão de que realmente, será! Que Deus o permita!
Bom fim de semana! Beijos
lua prateada disse…
Na brisa suave do vento
E, tudo o que dele emana,
Passei atravez do tempo
Deixando lindo fim de semana.
Beijinho prateado com carinho

SOL
Um Momento disse…
Desejo tudo de MUITO bom á Menina Marota e ao seu Livro!
E a ti um beijo enorme e saudoso... no teu coração!

Bom fim de semana:)))

(*)
Te Amo! disse…
Eu sei que vou te amar por toda minha vida.
Menina_marota disse…
Quero agradecer-te muito sinceramente pelo destaque que aqui fizeste ao meu livro, o que realmente me comoveu!

Um abraço carinhoso e continuação de bom domingo ;)

(é a 3ª. vez que tento comentar e não consigo. É do teu pc ou do meu?) :((((
charlie disse…
Olá amigo Lumife.
Foi com um especial agrado que li esta notícia em que a protagonista é a nossa Menina Marota, uma sensibilidade toda expressa em ser no feminino.
Há muito que nos cruzamos neste mundo virtual de letras e ideias é bom saber que se materializou em algo palpável, papel e livro com cheiro e toque a aba de vestido...
Vou já de seguida mandar-lhe um mail para encomendar um livro.
Abraço forte amigo Lumife e votos de exito reafirmado para a nossa amiga comum na ocasião do lançamento.

Carlos
Paula Raposo disse…
E fizeste muito bem em trazer o poema. Gosto muito de a ler. Vai ser um sucesso, eu tenho a certeza. A Otília merece. Beijos.
Ashera disse…
Muitos parabéns Otilia Martel.
Muito sucesso, o Livro está perfeito!
A festa estava linda e tu és maravilhosa :-)
Beijos
http://www.youtube.com/watch?v=xIY9hb_MIu4

Mensagens populares deste blogue

Cantiga para não morrer de Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
.
Ferreira Gullar

Como a noite descesse...

Como a noite descesse e eu me sentisse só,
só e desesperado diante dos horizontes que se fechavam,
gritei alto, bem alto: ó doce e incorruptível Aurora!
e vi logo que só as estrelas é que me entenderiam.
Era preciso esperar que o próprio passado desaparecesse,
ou então voltar à infância.
Onde, entretanto, quem me dissesse
ao coração trêmulo:
- É por aqui!

Onde, entretanto, quem me disesse
ao espírito cego:
- Renasceste: liberta-te!

Se eu estava só, só e desesperado,
por que gritar tão alto?
Por que não dizer baixinho, como quem reza:
- Ó doce e incorruptível Aurora...
se só as estrelas é que me entenderiam?

Emílio Moura



Emílio Guimarães Moura (14 de agosto de 1902Dores do Indaiá28 de setembro de 1971Belo Horizonte) foi um poetamodernista, integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universit…

SE FOSSES ...

Se fosses luz serias a mais bela De quantas há no mundo: – a luz do dia! – Bendito seja o teu sorriso Que desata a inspiração Da minha fantasia! Se fosses flor serias o perfume Concentrado e divino que perturba O sentir de quem nasce para amar! – Se desejo o teu corpo é porque tenho Dentro de mim A sede e a vibração de te beijar! Se fosses água – música da terra, Serias água pura e sempre calma! – Mas de tudo que possas ser na vida, Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto
Foto de Aleksandr Krivickij