terça-feira, fevereiro 10, 2009

LUÍS QUINTAIS





NO CORTEJO DAS SOMBRAS


No cortejo das sombras,
incapaz de te encontrar,
tão irreal que és,
como uma manhã de inverno
ou uma rua deserta,

no cortejo das sombras
distingo
o pavor de te desconhecer





40


A selva escura, vejo-a agora nítida aos 40.

Numa antecipação do caminho que não meço

e que se abre de tão denso à minha frente,

numa escuridão que é apenas ignorância,

despropósito, aventura ―

certeira morte em incerto tempo.



LUÍS QUINTAIS




Luís Quintais nasceu em 1968 em Angola. É antropólogo social e lecciona presentemente no Departamento de Antropologia da Universidade de Coimbra.Nesta qualidade, tem vindo a desenvolver investigação de arquivo e de terreno sobre o exercício e as implicações públicas e forenses da psiquiatria. Publicou o seu primeiro livro de poesia em 1995, A Imprecisa Melancolia (Teorema e Lumen). Em 1999 regressa à poesia, publicando Umbria (Pedra Formosa) e Lamento (Livros Cotovia). Posteriormente publicou Verso Antigo (2000), Angst (2003), Duelo (2004), Canto Onde (2006) e Mais espesso que a água (2008), todos pelos Livros Cotovia. Com Duelo venceu da oitava edição do Prémio de Poesia Luís Miguel Nava referente a 2005. Luís Quintais tem um página pessoal na NET, participou no blog casmurro e no Webqualia. Actualmente, anima Os livros ardem mal .

Fonte: Um Buraco na Sombra



Foto de Tim Noble e Sue Webster

7 comentários:

sonhos sonhados disse...

KERIDO LUMIFE

...parece que me fico apenas pelos mails...
porém
da tua linda terra sei sempre tudo por ti.

obrigada
jinhux létinha

DOCETERE disse...

Gostei...parabéns..bjs

Lmatta disse...

gostei do conjunto
beijos

Adriana disse...

sempre belo,passagem,e homenagens...

Olhos de mel disse...

Lindinho, desconhecia o poeta, mas amei sua história e essa pequena amostra das preciosas obras do autor.
Beijos

Olhos de mel disse...

Querido amigo, muito bom conhecer os trabalhos desse poeta maravilhoso!
Boa semana, bom carnaval!
Beijos

Paula Raposo disse...

Adorei o que nos apresentas deste Poeta!! Beijos.