UM GRANDE AMOR





"Um grande amor não cabe em nenhum verso,
como a vida não cabe num jardim,
como não cabe Deus no Universo
nem o meu coração dentro de mim.

A noite é mais pequena do que o luar,
e é mais vasto o perfume do que a flor.
É a onda mais alta do que o mar.
Não cabe em nenhum verso um grande amor.

Dizer em verso aquilo que se pensa,
ideia de poeta, ideia louca.
Não é bastante a frase mais extensa,
diz mais o beijo do que diz a boca.

Ninguém deve contar o seu segredo.
Versos de amor, só se os fizer assim:
como os pássaros cantam no arvoredo,
como as flores se beijam no jardim.

Que verso incomparável, infinito,
feito de sol, de misterioso brilho,
poderia dizer o que, num grito,
diz a mulher quando lhe nasce um filho?

E quando sobre nós desce a tristeza,
como desce a penumbra sobre o dia,
uma lágrima triste e sem beleza,
diz mais do que a palavra nua e fria.

Redondilha de amor... Para fazê-la,
desse-me Deus a tinta do luar,
a candeia suspensa de uma estrela
e o tinteiro vastíssimo do mar."

FERNANDA DE CASTRO

(1900 - 1994)


Foto de Hamanov Vladimir


Comentários

jorge vicente disse…
Um poema fantástico, meu amigo!

Um grande abraço de Sintra
Jorge
DE-PROPOSITO disse…
Um belo poema, que não conhecia.
--------
Felicidades.
Manuel
Tiago Couto disse…
Queres ter mais visitas no teu blog? Queres torna-lo ainda mais conhecido? Então o que esperas? Gasta 1 minuto do teu tempo e arrisca-te a ganhar uma semana de promoção do teu blog!

Visita http://palavrasdechocolate.blogspot.com/2011/04/luis-o-senhor-dos-narizes.html e participa no concurso lançado vais ver que não te vais arrepender!
Cata- Vento disse…
Um poema lindíssimo de uma grande Senhora.Um grande amor não cabe num verso mas pode começar num verso.

Bem-hajas!

Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

ALDA GUERREIRO

ACORDANDO

ANRIQUE PAÇO D'ARCOS - UM POETA PORTUGUÊS...