domingo, janeiro 29, 2012

DO DESENCONTRO






do desencontro

pela janela entreaberta
da infância
espio a vida
pelo lado de dentro
em busca dos sonhos
que não encontrei
nas noites que vivi
no lado de fora

ADEMIR ANTÓNIO BACCA

Foto da net

Sem comentários:

AUSÊNCIA

AUSÊNCIA  . Meu amor, como eu sofro este tormento  da tua ausência!... Ando magoada  como a folha arrancada pelo vento  ao carinhoso ...