segunda-feira, junho 04, 2012

PÁGINA DE DIÁRIO




Assim que, aportando, a primavera


trouxe o rastro de rosas e andorinhas


à janela do quarto onde habito


trouxe também a pomba que, noturna


vigilante velou do parapeito


minha saudade da janela antiga


de um quarto onde dormia, bem-amada

enquanto as pombas lá fora iam ruflando

as asas que abriam a madrugada


MARIA DE LOURDES HORTAS



Sem comentários:

OS AMANTES DE NOVEMBRO

Ruas e ruas dos amantes Sem um quarto para o amor Amantes são sempre extravagantes E ao frio também faz calor Pobres amantes escorraça...