terça-feira, janeiro 02, 2018

OS AMANTES DE NOVEMBRO




Ruas e ruas dos amantes
Sem um quarto para o amor
Amantes são sempre extravagantes
E ao frio também faz calor

Pobres amantes escorraçados
Dum tempo sem amor nenhum
Coitados tão engalfinhados
Que sendo dois parecem um

De pé imóveis transportados
Como uma estátua erguida num
Jardim votado ao abandono
De amor juncado e de outono.

ALEXANDRE O`NEILL

Art - Pintura de Kristodulakis

SONHO DOMADO

. Sei que é preciso sonhar.  . Campo sem orvalho, seca  A frente de quem não sonha. . Quem não sonha o azul do voo perde seu poder de pá...