quarta-feira, maio 03, 2017

O AMOR




O AMOR
.
Não há para mim outro amor nem tardes limpas
A minha própria vida a desertei
Só existe o teu rosto geometria...
Clara que sem descanso esculpirei.

E noite onde sem fim me afundarei.

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

Foto de Cat Free

Sem comentários:

OS AMANTES DE NOVEMBRO

Ruas e ruas dos amantes Sem um quarto para o amor Amantes são sempre extravagantes E ao frio também faz calor Pobres amantes escorraça...