sábado, abril 08, 2006

Silêncio da Noite...

Foto de João Gouveia-1000 Images







É no silêncio da noite que me encontro!

Escorregam-me na pele os minutos inquietos,

enquanto procuro imprevisíveis rimas

para versos desesperados…


É no silêncio da noite que me escuto!

Em gritos inúteis, sumidos na garganta,

revolto-me dos sonhos que deixei escapar

por entre os dedos fechados…



É no silêncio da noite que me dou!

Vou ciciando canções dum tempo perdido,

que vagueiam no curto espaço que me cerca,

sem portas para escapar…


É no silêncio da noite que me quero!

Perdido, intemporal e obstinado,

em busca de saídas mais que absurdas

para os gestos por explicar…



É no silêncio da noite…

que inutilmente os meus sentidos te procuram!





(Orlando Fernandes in Fronteiras do Sonho)

EM TUAS ÁGUAS ...

EM TUAS ÁGUAS ... Em tuas águas navego Em ti resumo o périplo da minha volta ao mundo. Fora de ti, não há saída ou rumo...