terça-feira, julho 19, 2005

À Maneira de Horácio

Feliz aquele que disse o poema ao som da lira

À mesa do banquete entre os amigos

E coroado estava de rosas e de mirto



Seu canto nascia da solar memória dos seus dias

E da pausa mágica da noite -

Seu canto celebrava

Consciente da areia fina que escorria

Enquanto o mar as rochas desgastava



(1994-Sophia de Mello Breyner Andresen)

1 comentário:

adesenhar disse...

não conhecia este belo poema de
Sophia de Mello Breyner :)

saltando de blog em blog vão-se descobrindo estas obras de arte...

:)