Avançar para o conteúdo principal




PEDRA FILOSOFAL

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é Cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

António Gedeão






Desmistificação


Trago nos pés o cansaço

que há em todas as estradas!

Palmilhei-as passo a passo

e nunca as dei por andadas!...





Descansei junto aos valados

Dormia comigo a lua,

e a meu lado, toda nua,

os dois, num só, abraçados!





O sol vinha com o orvalho,

acordar-nos!

Eu voltava ao meu trabalho;

ela, ao céu, já manhã cedo.

Até que à noite, em segredo,

vinha de novo abraçar-nos...


(José Augusto de Carvalho- Natural de Viana do Alentejo)

Comentários

batista filho disse…
Lumife:
combateste o bom combate - ao lutar e defender os teus ideais e princípios.
Deixo o meu abraço solidário e fraterno.
wind disse…
Dois belos poemas. Tal como tu não vou deixar de sonhar e agir. Beijos para ti e para a tua netita:)*
BomDeBola disse…
batista filho,

Permita-me que duplique aqui a sua mensagem de hoje:

"Lumife:
combateste o bom combate - ao lutar e defender os teus ideais e princípios.
Deixo o meu abraço solidário e fraterno."

Este seu comentário, fez com que me reencontrasse de alguma forma com o que de positivo nos trouxe esta campanha presidencial. Há laços de simpatia que se criaram, pessoas que sem se conhecerem fomentaram empatias e pontos de união. Para quem ainda tinha dúvidas: ainda há por cá pessoas bonitas, embora difíceis de encontrar.

Também eu deixo o meu abraço solidário e fraterno aos dois e a todos aqueles, que de norte a sul, defenderam com dignidade e coragem esta nova corrente de cidadania que o poeta nos trouxe.
BomDeBola disse…
CONCELHO - BEJA

Candidato Votos %
MANUEL ALEGRE 5119 28,60
CAVACO SILVA 4913 27,45
JERÓNIMO SOUSA 4643 25,94
MÁRIO SOARES 2324 12,98
FRANCISCO LOUÇÃ 853 4,77
GARCIA PEREIRA 47 0,26

Esta vitória deve-se, em boa parte, ao Lumife e ao seu blog .
Kalinka disse…
AMIGO LUMIFE

PARABÉNS

FIZESTE O QUE ESTAVA AO TEU ALCANCE

FOI UMA BELA VITÓRIA - O 2º LUGAR DE MANUEL ALEGRE.

VAMOS CONTINUAR A SONHAR... POIS O SONHO COMANDA A VIDA.
Beijos.
Lumife disse…
Batista Filho:

Ainda bem que regressaste. Fazias cá falta.

Grato pelas tuas palavras.

Um abraço amigo.




Wind:

Temos de continuar o sonho.

Agradeço as tuas palavras.

Beijos meus e da Carolina.


Bom de Bola:

Generosas as tuas palavras mas imerecidas. Fiz o que a consciência me ditou e só lamento não se ter atingido o objectivo final.

Um abraço


Kalinka:

Continuemos o sonho mas bem despertos para a realidade que nos cerca.

Beijos
IC disse…
Lumife, não deixou de valer a pena! E acho que nada podias ter escolhido melhor para hoje do que a Pedra Filosofal. Porque eu acredito que sempre que um homem sonha (ou homens sonham)o mundo pula e avança... mesmo que devagarinho :)
Abraço.
pedro oliveira disse…
Recordo-me duma tarde na "Gulbenkian", duma cumplicidade entre dois Homens; Rómulo de Carvalho (António Gedeão) e Manuel Freire... desta frase: "o poema é bom, mas se soubesse que era para ser cantado por si não o teria escrito, até parece que não canta mais nada"... Manuel Freire, sorriu... pegou na viola e cantou: "eles não sabem que o sonho..."
Fiquei com lágrimas nos olhos...como agora.
Isabel-F. disse…
Lumife,

Dois belos poemas...o 2º não conhecia...e Pedra Filosofal é das coisas mais lindas alguma vez escritas.

Bj
paper life disse…
Lumife, meu amigo, homem que não sonha está morto sem atestado de óbito.

Abraço.

:)
Clife disse…
Apesar de Manuel Alegre não ter vencido, ao menos surpreendeu e calou muitos, agora resta reflectir, e quem quiser que veja... o exemplo que Alegre nos deixou, minha admiração por ele é a mesma se não maior.

E o sonho continua sim... gostei deste post em sintonia com a música.

Um abraço
T. disse…
pois é, muitos ainda não sabem

Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança

Levo os versos de José Augusto de Carvalho. Grata por eles.

Para Carolina e demais, beijinhos
menina graça disse…
Amigo, vamos continuar a sonhar. Tu e muitos outros (mais de um milhão afinal), todos conseguimos mostrar que era possível. Só mais um pouquinho... Sei que não é conforto mas foi uma campanha além do esperado e isso vale alguma coisa!
P.S.: já te dei lá na Retrosaria a explicação... :)
lena disse…
Lumife estes poemas são tão belos, que me tocam, já os ouvi ao vivo e acredita que choro sempre como hoje

beijinhos muitos

lena

Mensagens populares deste blogue

Cantiga para não morrer de Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
.
Ferreira Gullar

Como a noite descesse...

Como a noite descesse e eu me sentisse só,
só e desesperado diante dos horizontes que se fechavam,
gritei alto, bem alto: ó doce e incorruptível Aurora!
e vi logo que só as estrelas é que me entenderiam.
Era preciso esperar que o próprio passado desaparecesse,
ou então voltar à infância.
Onde, entretanto, quem me dissesse
ao coração trêmulo:
- É por aqui!

Onde, entretanto, quem me disesse
ao espírito cego:
- Renasceste: liberta-te!

Se eu estava só, só e desesperado,
por que gritar tão alto?
Por que não dizer baixinho, como quem reza:
- Ó doce e incorruptível Aurora...
se só as estrelas é que me entenderiam?

Emílio Moura



Emílio Guimarães Moura (14 de agosto de 1902Dores do Indaiá28 de setembro de 1971Belo Horizonte) foi um poetamodernista, integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universit…

SE FOSSES ...

Se fosses luz serias a mais bela De quantas há no mundo: – a luz do dia! – Bendito seja o teu sorriso Que desata a inspiração Da minha fantasia! Se fosses flor serias o perfume Concentrado e divino que perturba O sentir de quem nasce para amar! – Se desejo o teu corpo é porque tenho Dentro de mim A sede e a vibração de te beijar! Se fosses água – música da terra, Serias água pura e sempre calma! – Mas de tudo que possas ser na vida, Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto
Foto de Aleksandr Krivickij