Avançar para o conteúdo principal

Regresso

Flor-conversando...Foto de Paulo Nogueira-1000 Imagens





Um dia, eu hei-de ser pássaro azul
que voará, em louco desatino,
numa alvorada branca, rumo ao sul
para cumprir de vez o meu destino.


Irei, à sombra fresca dum chaparro,
deitar toda esta dor que há no meu peito,
e quero na terra rubra, cor de barro
viver os velhos sonhos, ao meu jeito!


Nas searas maduras e douradas,
quando colher papoilas encarnadas,
hei-de esquecer os trilhos da má sorte.


Meu Alentejo,…hino de pureza,
trago comigo sempre esta certeza,
que te hei-de amar até,…para além da morte!


Orlando Fernandes in Alentejo…e outros poemas








A L J U S T R E L




Dia 21 de Março pelas 21H30 -À VOLTA DA LÍNGUA NO DIA MUNDIAL DA POESIA



“Inscrever a poesia na cena, escrever a poesia em cena, tomar emprestadas as palavras dos outros e torná-las nossas” é esta a concepção do espectáculo À Volta da Língua, com o qual a Biblioteca Municipal de Aljustrel comemora, uma vez mais, no dia 21 de Março, o dia Mundial da Poesia.

A homenagem ao dia dedicado ao trabalho de todos os poetas, da autoria da Associação Artística Andante, irá realizar-se pelas 21:30, no Auditório da Biblioteca Municipal.

À Volta da Língua pretende dar vida aos textos de autores como Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Mário Cesariny, Eugénio de Andrade, Manuel Alegre, Vinícius de Moraes, Sophia de M. B. Andresen, Agostinho Neto, Mia Couto, entre outros, num elogio à língua portuguesa.

O espectáculo de teatro sobre poesia vai além da simples declamação de poemas, apresenta em palco um cenário onde as palavras se cruzam com a música, procurando mostrar diferentes leituras dos textos, evidenciando-os na sua forma, conteúdo e sonoridade.

Esta “peça” pretende surpreender e despertar a atenção dos mais desinteressados ao recorrer a temas do quotidiano como o amor, a amizade, o poder.



Dia 23 de Março a partir das 10H00-ENCONTRO DE TÉCNICOS DOS GABINETES MUNICIPAIS DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO

A Câmara Municipal de Aljustrel irá promover o 1.º Encontro de Técnicos dos Gabinetes Municipais de Apoio ao Desenvolvimento, no próximo dia 23 de Março, a partir das 10 horas, no Auditório da Biblioteca Municipal de Aljustrel.

Este encontro surge na sequência de sugestão feita no decurso das acções de formação, “Ciclos de Encontros Temáticos” promovida pela Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral, ficando expressa a vontade de se realizarem, em cada município, reuniões com o objectivo de estreitar as ligações e incentivar a partilha de experiências entre os técnicos municipais de apoio ao desenvolvimento.

Com estas iniciativas procura-se criar parcerias de trabalho em projectos, formar e informar os técnicos em temas-chave para o desenvolvimento da sua actividade, dar-lhes apoio contínuo no sentido de melhorar o seu nível de desempenho e ainda auxiliá-los a ultrapassar da melhor forma as dificuldades sentidas.

A importância de que se podem revestir os mecanismos de apoio às empresas, nomeadamente os sistemas de incentivos, na dinamização e revitalização do tecido empresarial da região, motivaram o tema desta primeira sessão de trabalho, a ser realizada em Aljustrel, que procura dar um contributo para o melhor conhecimento destes instrumentos e a articulação de intervenções entre instituições.





B A R R A N C O S





21 de MARÇO - 2.ª CONFERÊNCIA DE TURISMO DE NATUREZA

Dia 21 de Março 2006 (Barrancos) - A 2ª edição da Conferência de Turismo de Natureza, uma iniciativa da EDIA, é este ano dedicada ao marketing e decorrerá mais uma vez no Parque de Natureza de Noudar.


Porque acreditamos que o sucesso dos empreendimentos de turismo de natureza está associado ao marketing, convidámos conferencistas cuja experiência profissional contribua para uma discussão útil sobre o tema.

A Conferência realiza-se na sala de conferências do Parque de Noudar, próximo de Barrancos, no dia da sua abertura ao público. Os participantes na conferência poderão observar a concretização de um projecto de Turismo de Natureza, passar um dia no campo e participar na celebração do Dia da Floresta.

Existirá um serviço de transportes contínuo entre Barrancos e o Parque de Noudar disponível para os participantes (a partir das 13:00).

A sua presença é importante para o sucesso da Conferência.

Inscrições:
Secretariado da Conferência - ERENA
e-mail: turnatureza@erena.pt
tel.: 21 799 11 00
fax: 21 799 11 19


B E J A

CICLO JAZZ NO FEMININO

De 25 de Março a 1 de Abril







O Pax Julia – Teatro Municipal de Beja organizará, entre 25 de Março e 01 de Abril, um Ciclo Jazz no Feminino. Trata-se de uma ideia inovadora no panorama dos Festivais de Jazz em Portugal já que se dedica, especificamente, a um tema – as mulheres.



O Programa do Evento é o seguinte:



· Dia 25 de Março: 16h00: Colóquio O Papel das Mulheres na História do Jazz – algumas considerações com António Branco e Paula Oliveira.



· Dia 25 de Março: 21h30: Espectáculo Lisboa que Adormece com Paula Oliveira e Bernardo Moreira.



Não deixa de ser significativo que Lisboa nos surja logo evocada no título deste disco tão belo, onde tudo nos soa tão português. Como que querendo dizer-nos da certeza – e não já da possibilidade – da existência de um jazz nosso, com uma identidade própria.

Manuel Jorge Veloso



· Dia 30 de Março: 21h30: Espectáculo Uma Noite com Ella pelo Lisboa Ballet Contemporâneo.







Porque me devolve a minha infância (5/6 anos) no Niassa e as tardes em que o meu pai insistia em pôr música para toda a família.O meu pai persistia, eu crescia, e fui aprendendo a ouvir e amar Ella. A sua voz de anjo ainda me transporta para esse mundo de Amor que é tão inspirador quanto mágico.

Benvindo Fonseca





· Dia 01 de Abril: 21h30: Espectáculo DayDream com Jacinta.




Gravado nos Estados Unidos, o novo disco desta grande cantora, há muito consagrada no meio jazzístico internacional, tem direcção de Greg Osby e nele se encontram um conjunto de músicos verdadeiramente excepcional, além de Jacinta e Osby, James Weidman (piano), Matt Brewer (contrabaixo) e Rodney Greene (bateria). É um álbum com um reportório baseado em temas de Duke Ellington (com poemas de Tiago Torres da Silva), Thelonius Monk, Tom Jobim , Djavan e ainda de José Afonso.


Em paralelo decorrerá uma Feira do Cd e DVD em colaboração com a editora Trem Azul, uma Exposição Fotográfica de João Henriques e ainda uma exposição/ venda e prova de vinhos da Região.



O preço dos espectáculos é de 8€ / 5€ para menores de 25 anos, maiores de 65 e reformados. Existe ainda a possibilidade de adquirir uma assinatura para os 3 espectáculos pelo valor de 20€ ou 12€ mediante as mesmas condições de desconto. Os restantes eventos são de entrada livre.



O Ciclo Jazz no Feminino conta com a colaboração de António Branco, especialista em assuntos de Jazz. António Branco é colaborador da única revista portuguesa especializada em Jazz: a Jazz.pt e do jornal Alentejo Popular, é radialista, blogger e, acima de tudo, um apaixonado pelo jazz !



Este Ciclo conta com o apoio da Antena 1, da Sociedade Agrícola Monte Novo e Figueirinha, da Herdade dos Grous e do Vila Galé - Clube de Campo.



Mais informações em www.paxjulia.org



Sónia Ferreira / José Carlos Pereira

C.M.Beja / Pax Julia – Teatro Municipal

Comunicação e Marketing

284315092 e 3 / 969660253

comunicacao@paxjulia.org



Comentários

soldeinverno disse…
ena tantos acontecimentos! Adorei o poema do Paulo Nogueira...muito lindo, e a imagem então... muito reveladora... beijinhos
wind disse…
E viva a cultura:) beijos
sónia disse…
E vem ao Ciclo de Jazz? ;)
batista filho disse…
Belíssimo poema de Orlando Fernandes, caro amigo-irmão!
Um abraço fraterno.
Isabel-F. disse…
Gostei do poema...
Antes de começar a vir aqui...desconhecia que houvesse tanto acontecimento cultural pelo Alentejo...fico feliz...é de louvar...

Bjs
Lisa disse…
Adorei o poema "Regresso"...

E aos eventos que tem na tua cidade...hum...será que tu me convidaria um dia?!...(piscando)...rsrsrs...

Uma linda noitinha pra ti e um grande beijo super doce na Carol...

Beijãooo...

Mensagens populares deste blogue

Cantiga para não morrer de Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
.
Ferreira Gullar

Como a noite descesse...

Como a noite descesse e eu me sentisse só,
só e desesperado diante dos horizontes que se fechavam,
gritei alto, bem alto: ó doce e incorruptível Aurora!
e vi logo que só as estrelas é que me entenderiam.
Era preciso esperar que o próprio passado desaparecesse,
ou então voltar à infância.
Onde, entretanto, quem me dissesse
ao coração trêmulo:
- É por aqui!

Onde, entretanto, quem me disesse
ao espírito cego:
- Renasceste: liberta-te!

Se eu estava só, só e desesperado,
por que gritar tão alto?
Por que não dizer baixinho, como quem reza:
- Ó doce e incorruptível Aurora...
se só as estrelas é que me entenderiam?

Emílio Moura



Emílio Guimarães Moura (14 de agosto de 1902Dores do Indaiá28 de setembro de 1971Belo Horizonte) foi um poetamodernista, integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universit…

SE FOSSES ...

Se fosses luz serias a mais bela De quantas há no mundo: – a luz do dia! – Bendito seja o teu sorriso Que desata a inspiração Da minha fantasia! Se fosses flor serias o perfume Concentrado e divino que perturba O sentir de quem nasce para amar! – Se desejo o teu corpo é porque tenho Dentro de mim A sede e a vibração de te beijar! Se fosses água – música da terra, Serias água pura e sempre calma! – Mas de tudo que possas ser na vida, Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto
Foto de Aleksandr Krivickij