segunda-feira, junho 05, 2006

Mensageira

Foto de Rebecca Xenia Wright-fotocommunity




Mensageira

Vem amiga, vem depressa,
novas do meu Amor trazer,
não durmo nem descanso
à espera de as conhecer;

O sonho comanda a vida
já lá dizia o poeta
Eu continuei sonhando
à espera da hora certa;

O tempo correu demais
passaram assim muitos anos
o pensamento era só um
apesar dos desenganos;

Quando te vi ali
nem queria acreditar,
olhei-te bem nos olhos,
parecia querer levitar;

O beijo que nós trocámos
ficou-me sempre gravado.
Quem poderá esquecer
a ternura do ser amado?

A chama que sempre viveu,
neste coração apaixonado,
tornou-se fogo intenso,
alto e descontrolado.

Queria estar perto de ti,
quimera dos meus desejos,
seríamos , por certo, felizes
na troca dos nossos beijos.

Não há dia, não há noite,
há sempre uma recordação,
tenho-te gravada na alma
esculpida no coração.

Obrigado Mensageira
pelas novas que me trazes
continuarei porfiando
em lutas tão audazes.



Lumife 05 de Junho de 2006

10 comentários:

Isa&Luis disse...

Olá,

Belíssimo poema, amei de verdade, esta torrente de sentimentos e emoções ao rubro.


Uma semana repleta de alegrias

beijos

Isa

wind disse...

bem, estás-me a sair cá um poeta:))) Estou a gostar.))))
beijos

Leonor C.(nokinhas) disse...

Gostei imenso do teu poema. Ninguém esquece a ternura do ser amado,mesmo que muitos a nos se passem e, ao mais breve encontro, a chama acende-se!

Beijinhos

Thiago Forrest Gump disse...

Rimas suaves. Só a imagem não abriu.


Boa semana

lazuli disse...

Bendita mensageira que tão belas palavras nos oferece.

Que os dias sejam assim, mensageiros do bem...para ti.

Lisa disse...

Bom dia Lu...

Realmente é uma linda mensagem...existe uma ternura mto grande...parabéns para um novo poeta...

PS: Lu...obrigada pelo carinho deixada no meu bloguinho e tb pelo beijinhoss da linda Carolzinha...outro pra ela com td minha ternura...

Uma semana com mta doçura pra ti e família...

Beijosss...

gato_escaldado disse...

um abraço.

quero dizer-te que gostei muito do poema

Manel do Montado disse...

(...)Não há dia, não há noite,
há sempre uma recordação,
tenho-te gravada na alma
esculpida no coração.(...)

Aplaudo com a alma e o coração estas tuas tão simples mas tão fortes quadras sobre o amor.
Abraço

TMara disse...

meu amigo, só agora pode vir,mas não vos esqueço nem um momento. K belo dizer de amar. Tem ritmo e leveza. Ora vá lá a tirar os trabalhos da gaveta....
beijo grande e terno para tti, M do carmo, filhotes e bela e doce Carolina.

Lumife disse...

R