Avançar para o conteúdo principal

ALVITO - CONCERTO


SONIC KITCHEN
Concerto

Jardim dos Livros, Biblioteca Municipal do Alvito
22 DE JULHO
21H 30M


Numa cozinha instalada ao ar livre prepara-se uma refeição destinada ao público. Verifica-se o gume das facas, batem-se ovos e massa, voam farinhas, repetem-se gestos tantas vezes iguais, usam-se garfos e facas, varinhas e batedeiras, ligam-se lumes e luzes.
Desta cozinha saem continuadamente sons, amplificados, transformados, trabalhados, projectam-se imagens em redor. É assim o concerto que os Sonic Kitchen trazem a Portugal. Uma cozinha com sons num espectáculo divertido e generoso. A encerrar o espectáculo, os espectadores transformam-se em convidados de um jantar que viram e ouviram preparar. E, depois de ver este espectáculo, cozinhar não voltará a ser o que era!




mais informações, em http://www.escritanapaisagem.net/2006/geral.html; tel.: 284 285 440(Posto de Turismo de Alvito)

Comentários

pvnam disse…
[mini-spam]

Contra o Fundamentalismo RACISTA
Contra o Fundamentalismo ANTI- RACISTA

Reivindica o LEGÍTIMO Direito à Diversidade Étnica(Racial)


--- O Multi-Culturalismo Local ( ao nível de cada cidade )... produz... um Mono-Culturalismo Global: TODAS as cidades irão ser dominadas demograficamente pelos Povos( Raças ) de maior rendimento demográfico.
--- Pelo contrário, o Mono-Culturalismo Local ( a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos )... produz... um Multi-Culturalismo Global: TODOS os Povos Nativos ( inclusive os de menor rendimento demográfico... ) vão poder ter o SEU espaço no Planeta.


--- O Movimento Tolerante Pró-Diversidade reivindica a DIVISÃO dos Países em dois espaços:
---> 1) um ( 50% ) de Competição Global;
( nota: neste espaço os adeptos da Competição Global [e da Mestiçagem] concretizam o Direito de ter o seu espaço no Planeta... );
---> 2) outro ( 50% ) de Reserva Natural;
( nota: neste espaço aqueles Nativos - que pretendem estar no Planeta, com CORAGEM e DETERMINAÇÃO, a Lutar pela Sobrevivência da sua Identidade - concretizam o Direito de ter o SEU espaço no Planeta )
[ ver: SEPARATISMO-50 ]

-> Nota 1: Este Movimento não é Fundamentalista. Assim sendo, devem ser considerados como Nativos todas as pessoas com, pelo menos, x % de GENES TÍPICOS NATIVOS... (nota: x% -> a definir...)
-> Nota 2: O Período de Transição de Divisão [nos Países aderentes ao SEPARATISMO] deverá ser de VÁRIAS Décadas...


ADENDA:
---1--->>> Existem Povos de Boa Vontade --> estes Povos não têm quaisquer problemas em reconhecer que devem existir (no Planeta) Reservas Naturais de Povos Nativos.
---2--->>> Os INTOLERANTES, para a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos, são:
-a)-> Os Predadores Insaciáveis -->> como ambicionam Ocupar e Dominar mais e mais novos territórios... consequentemente... pretendem que o ‘caminho esteja livre’... [Exemplos: Os Africanos, os Mestiços, os Árabes,... --->>> nota: existem excepções à regra -> pessoas de Boa Vontade]
-b)-> Os Capitalistas Selvagens -->> como estão interessados em que se proceda à SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL dos autóctones... por... Povos(Raças) economicamente mais rentáveis...
-c)-> A Parasitagem Branca (a Maioria dos europeus...) -->> como pretendem curtir a existência de alguém que pague as Pensões de Reforma [apesar de... nem sequer constituírem uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!]... e ao mesmo tempo... pretendem que a Ocupação da Europa por outros Povos( Raças ) seja considerada um 'Processo Absolutamente Natural'!...

Mensagens populares deste blogue

Cantiga para não morrer de Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve. 
.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.
.
Ferreira Gullar

Como a noite descesse...

Como a noite descesse e eu me sentisse só,
só e desesperado diante dos horizontes que se fechavam,
gritei alto, bem alto: ó doce e incorruptível Aurora!
e vi logo que só as estrelas é que me entenderiam.
Era preciso esperar que o próprio passado desaparecesse,
ou então voltar à infância.
Onde, entretanto, quem me dissesse
ao coração trêmulo:
- É por aqui!

Onde, entretanto, quem me disesse
ao espírito cego:
- Renasceste: liberta-te!

Se eu estava só, só e desesperado,
por que gritar tão alto?
Por que não dizer baixinho, como quem reza:
- Ó doce e incorruptível Aurora...
se só as estrelas é que me entenderiam?

Emílio Moura



Emílio Guimarães Moura (14 de agosto de 1902Dores do Indaiá28 de setembro de 1971Belo Horizonte) foi um poetamodernista, integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universit…

SE FOSSES ...

Se fosses luz serias a mais bela De quantas há no mundo: – a luz do dia! – Bendito seja o teu sorriso Que desata a inspiração Da minha fantasia! Se fosses flor serias o perfume Concentrado e divino que perturba O sentir de quem nasce para amar! – Se desejo o teu corpo é porque tenho Dentro de mim A sede e a vibração de te beijar! Se fosses água – música da terra, Serias água pura e sempre calma! – Mas de tudo que possas ser na vida, Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto
Foto de Aleksandr Krivickij