domingo, março 30, 2008

Hoje não quero apenas escrever-te...

Foto de Martin Kovalik



Hoje não quero apenas escrever-te
as mais belas palavras.
Não me basta saber
que lês os meus sonhos
com o desejo escondido em cada página.

Essas palavras são veneno sem antídoto
onde se morre de amor e de saudade!
Enlouquecem a alma,
fazem acordar sensações profundas
na irrealidade de instantes sem tempo…

Rasguemos as folhas, acabemos com a ilusão.
É entre os nossos lábios que a realidade acontece!


Albino Santos

7 comentários:

Gi disse...

Vim matar saudades. Belíssimo o poema de A.S. .

Um beijinho

Um Momento disse...

Hoje quero apenas sorrir-te...
Belas estas patilhas que alegram logo pela manhã o meu dia:)

Deixo um beijo sorridente:)

(*)

Anónimo disse...

Uma coisa...este Albino Santos...é o nosso Amigo A.S?
...

Vieira Calado disse...

Pois...
A realidade é uma coisa bem precisa.
É dela que nos devemos alimentar.
Um abraço.

Paula Raposo disse...

O Albino Santos sempre bem...beijos.

Brancamar disse...

Poema com belo final! Sonhos são realmente lindos e precisam-se, mas é realmente nas coisas concretas que a realidade acontece...é a concretização do sonho.
Desejo-te muitos sonhos e a concretização dos mesmos.
Beijinhos

Lumife disse...

Anónimo

Albino Santos é o nosso amigo A.S.