domingo, março 27, 2011

UM GRANDE AMOR





"Um grande amor não cabe em nenhum verso,
como a vida não cabe num jardim,
como não cabe Deus no Universo
nem o meu coração dentro de mim.

A noite é mais pequena do que o luar,
e é mais vasto o perfume do que a flor.
É a onda mais alta do que o mar.
Não cabe em nenhum verso um grande amor.

Dizer em verso aquilo que se pensa,
ideia de poeta, ideia louca.
Não é bastante a frase mais extensa,
diz mais o beijo do que diz a boca.

Ninguém deve contar o seu segredo.
Versos de amor, só se os fizer assim:
como os pássaros cantam no arvoredo,
como as flores se beijam no jardim.

Que verso incomparável, infinito,
feito de sol, de misterioso brilho,
poderia dizer o que, num grito,
diz a mulher quando lhe nasce um filho?

E quando sobre nós desce a tristeza,
como desce a penumbra sobre o dia,
uma lágrima triste e sem beleza,
diz mais do que a palavra nua e fria.

Redondilha de amor... Para fazê-la,
desse-me Deus a tinta do luar,
a candeia suspensa de uma estrela
e o tinteiro vastíssimo do mar."

FERNANDA DE CASTRO

(1900 - 1994)


Foto de Hamanov Vladimir


4 comentários:

jorge vicente disse...

Um poema fantástico, meu amigo!

Um grande abraço de Sintra
Jorge

DE-PROPOSITO disse...

Um belo poema, que não conhecia.
--------
Felicidades.
Manuel

Tiago Couto disse...

Queres ter mais visitas no teu blog? Queres torna-lo ainda mais conhecido? Então o que esperas? Gasta 1 minuto do teu tempo e arrisca-te a ganhar uma semana de promoção do teu blog!

Visita http://palavrasdechocolate.blogspot.com/2011/04/luis-o-senhor-dos-narizes.html e participa no concurso lançado vais ver que não te vais arrepender!

Isamar disse...

Um poema lindíssimo de uma grande Senhora.Um grande amor não cabe num verso mas pode começar num verso.

Bem-hajas!

Beijinhos

EM TUAS ÁGUAS ...

EM TUAS ÁGUAS ... Em tuas águas navego Em ti resumo o périplo da minha volta ao mundo. Fora de ti, não há saída ou rumo...