quinta-feira, janeiro 22, 2009

POR TI




Por ti

Escrevi o teu nome em todos os lugares,
procurei-te sem fim nos dias mais incertos,
tive sede de ti na solidão dos bares
e fome do teu corpo em todos os desertos.

Fui soldado e lutei em busca do teu rosto,
que vi impresso a fogo em todas as esquinas.
Deixei que me queimasse a dor do sol de Agosto
e mergulhei sem medo em plagas submarinas.

Para te ter venci as longas avenidas
de todas as cidades que ninguém ousou.
E por ti viverei largos anos de vida
na ânsia de te dar tudo o que tenho e sou.


Torquato da Luz



Foto de Alba Nunes



5 comentários:

Paula Raposo disse...

Sempre que leio este poema emociono-me...gosto imenso! Obrigada. Beijinhos.

della-porther disse...

É delícia lêr o que mostras.

Beijos

della

Lmatta disse...

Lindo Lindo o teu conjunto
beijos

Baby disse...

A poesia é algo que me perturba, que me estonteia, tal é a beleza que contém.
Obrigada.

wind disse...

Belo poema.
Beijos